segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Biblioteca CTC/T - Campus Teresópolis

Caros Colegas,

Gostaria de apresentar a Biblioteca CTC/T, que atende ao Curso de Turismo, situada na cidade de Teresópolis (RJ) e prestando atendimento desde outubro de 2010. Agradeço o apoio e incentivo de todos da Rede Sirius e os convido para uma visita às nossas instalações. Aproveito também para desejar um Feliz Natal e Próspero 2011 !!

Um grande abraço !











Enviado por Christina Bottari.

Governo lança CD-ROM com memória da resistência à ditadura militar

Brasília – Oito mil escolas públicas de ensino médio de todo o país irão receber do governo federal um CD-ROM com a história de 394 mortos e desaparecidos durante a ditadura militar (1964-1985). O trabalho, feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com apoio do Ministério da Educação (MEC) e sob a encomenda da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República, foi apresentado hoje (10) em Brasília.
O CD-ROM foi elaborado a partir dos arquivos do projeto Direito à Memória e à Verdade da SDH e outros documentos. Além da biografia dos perseguidos políticos, o CD vai permitir aos professores e estudantes conhecer o contexto histórico e cultural do período com acesso à cerca de 4 mil fotografias e ilustrações, 300 vídeos e mais 300 canções que fizeram parte dos protestos e da resistência à ditadura.
“Essa juventude hoje não conhece os anos difíceis que o país passou”, disse o ministro da Educação, Fernando Haddad, no lançamento. Segundo ele, o CD-ROM “será festejado como um instrumento de transformação”. Para Haddad, há um efeito pedagógico e cívico na iniciativa. “Democracia se apropria com a cultura. Não é nata do ser humano”, disse ao enfatizar que os valores democráticos precisam ser ensinados.
O ministro Paulo Vannuchi enfatizou que o CD ROM é uma experiência “absolutamente pioneira” em projetos de memória. “Não lembro de ter ouvido falar em outro país”, disse. SDH e MEC também são parceiros na elaboração das diretrizes curriculares nacionais para direitos humanos.
O CD-ROM deverá virar um site a ser desenvolvido pela UFMG. O trabalho foi coordenado pela professora Heloisa Maria Murgel Starling do departamento de história da UFMG e contou com a participação de 15 estudantes de várias áreas, entre elas, história, direito e comunicação.
Para a professora, o projeto é uma “batalha ganha” na recuperação da memória da época da ditadura. “Ao abordar a cultura, o CD-ROM traz uma dimensão de esperança e dimensão lúdica. O conhecimento da história se dá não apenas pela fase dura e dramática, mas também pela enorme criatividade que existia no período.”

Fonte: Agência Brasil

Enviado por Rosalina Barros.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Folha de São Paulo, Valor Econômico e O Estado de São Paulo: acesso gratuito

Está disponível no site da Rede Sirius, com acesso através do IP da UERJ, a Newspaper Direct.

A Newspaper Direct é uma base de publicações de onde podem ser acessados em torno de 1700 jornais de 92 países em 48 línguas diferentes. Dentre eles, descatamos os Jornais brasileiros: Folha de São Paulo, Valor Econômico e O Estado de São Paulo.

Os jornais podem ser acessados apenas de computadores da UERJ, sendo que o acesso simultâneo é limitado em quatro micros.

Clique aqui e fique sabendo do que acontece pelo mundo!

Enviado por Luciana Avellar.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Livro raro é vendido por R$ 18,6 milhões

Considerado o livro "mais caro do mundo", "Aves da América", de John James Audubon, teve exemplar vendido em leilão na Sotheby's por 7 milhões (R$ 18,6 milhões). A obra, do século 19, contém mil desenhos em tamanho real de 500 tipos de pássaros e levou 12 anos para ser terminada.

Enviado por Luiz Antonio de Souza.

Exposição no Núcleo MID: "Cem ideias, nós na arte"

O Programa de alfabetização, Documentação e Informação - PROALFA - é um programa de extensão da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Uerj, e desenvolve desde 1997 projetos na área de alfabetização de jovens e adultos. Seu principal objetivo é construir um espaço educativo direcionado ao aprofundamento de reflexões, discussões e práticas em alfabetização e letramento, com o intuito de permitir o acesso de todos à leitura e à escrita.
A exposição está aberta até dia 22 de dezembro e Núcleo MID localiza-se no Bloco C, 2. andar, sala 2002, das 8h às 19h.

Enviado por Rosangela Salles.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Rede Sirius disponibiliza mais duas bases eletrônicas de publicações

Estão disponíveis no site da Rede Sirius, duas bases de dados de publicações, com acesso através do IP da UERJ: a Newspaper Direct e a WPR – World Politics Review, ambas comercializadas através da EBSCO Information Services.

A Newspaper Direct é uma base de publicações de onde podem ser acessados em torno de 1700 jornais de 92 países em 48 línguas diferentes. Já o World Politics Review é uma base onde são publicados artigos voltados a profissionais e leitores com um interesse sério em política internacional e assuntos externos. Os artigos WPR são escritos por mais de 400 colaboradores em todo o mundo. Esses contribuintes incluem especialistas no assunto, jornalistas, organizações de investigação, universidades, governo, entre outros.

As bases podem ser acessadas apenas de computadores da UERJ, sendo que o acesso simultâneo à Newspaper Direct é limitado em quatro micros. Já a WPR não possui limitação de acessos. As bases estarão disponíveis pelo próximos doze meses, de dezembro de 2010 a novembro de 2011.

As bases podem ser acessadas através da página Serviços/Acesso a Bases e Periódicos do site da Rede Sirius.

Enviado por Regina Tinoco.

Google lança a maior livraria digital da Internet


O Google lançou nesta segunda-feira (6) o “Google Books”, a maior livraria digital da internet, segundo a empresa, com mais de três milhões de títulos disponíveis.

Com o novo serviço, a companhia espera competir com a Amazon, fabricante do leitor digital Kindle que domina o mercado de livros eletrônicos.

Com três meses de atraso, o projeto foi lançado nos Estados Unidos com um nome diferente do que era esperado – “Google Editions“.

“Acreditamos que essa será a maior biblioteca de livros eletrônicos do mundo”, disse o porta-voz da empresa Jeannie Hornung. “Incluindo os livros gratuitos, tem mais de três milhões de títulos disponíveis no novo serviço”.

(do G1)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Ministro da Cultura exige pelo menos uma biblioteca nos municípios

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, assinou nesta quinta-feira uma portaria que suspende o repasse de recursos para a prefeitura que não tiver pelo menos uma biblioteca pública municipal em funcionamento.

Desde abril, o Ministério da Cultura (MinC) investiu R$ 21 milhões no envio de 2 mil livros, mobiliário, televisão, aparelhos de DVD e computadores para todas as 420 prefeituras que não possuíam biblioteca. Desse total, 403 já receberam os materiais. Até o final deste ano, o Ministério pretende enviar os equipamentos para os 17 municípios restantes.

"É importante ressaltar que esta portaria não tem caráter punitivo. Ela premia quem está no caminho correto e reforça o compromisso já existente entre o governo federal e os municípios", afirma o ministro Juca Ferreira. "O acesso a bibliotecas é essencial para garantir o desenvolvimento do Brasil", completa. Os municípios têm a responsabilidade de manter o espaço físico adequado e garantir os recursos para o funcionamento das bibliotecas.

O Ministério identificou, por meio do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), que alguns dos equipamentos estaduais estão defasados. Por isso, a exigência também se estenderá aos 27 estados e Distrito Federal.


(do Portal Terra)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Instituto distribuirá mil livros na Vila Cruzeiro

O Projeto Livro de Rua, do Instituto Ciclos do Brasil, vai distribuir mil livros, gratuitamente, neste sábado, na Praça São Lucas, a principal de Vila Cruzeiro, na Penha. O evento, realizado em parceria com a Associação de Moradores de Quatro Bicas, será das 9h às 13h. Qualquer pessoa, adulto ou criança, poderá pegar um livro. Para os idealizadores do projeto, a educação é o único meio de modificar estruturalmente o atual cenário de degradação, violência e pobreza da região, que está ocupada pelas forças de segurança. Outras informações no blog www.livroderua.wordpress.com.

(do jornal O Globo)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Galaxt Tab ou iPad? qual a melhor tablet?

O conceito de tablet existe já há algum tempo, mas uma vez mais a Apple consegue reintroduzir o segmento e torná-lo apelativo mesmo a pessoas que nunca viram os tablet como uma solução real de mobilidade. Sou uma dessas pessoas, adepto incondicional de uma ferramenta que não muda desde a sua invenção – o teclado – os tablet no meu ponto de vista não acrescentam valor ou funcionalidade à dupla smartphone+sub-laptop (nota: o novo macbook air de 11″ é-me muito mais apelativo do que qualquer tablet).

Experimentei hoje um iPad. Fiquei impressionado com o display – nem o consigo imaginar com o retina display – e com a fluidez das aplicações e usabilidade. O seu proprietário instalou inclusive o iWorks para iPad, ou seja, grande parte das funcionalidades de um bom processador de texto, folha de cálculo e software de apresentações estão lá disponíveis.

O teclado virtual também é bom, tenho de o admitir, mas bastou começar a escrever este post no dito para rapidamente dar-me conta de como é bom sentir um teclado verdadeiro e ouvir o bater das teclas, além da precisão que se consegue teclar. Voltei ao meu EEE enquanto ouvia falar maravilhas sobre o iPad.

Sem dúvida que o tablet da Apple foi uma aposta ganha e mais um segmento a controlar. Os outros fabricantes não podem fazer mais nada do que inovar, criar e… tentar acompanhar. O Galaxy Tab é um desses concorrentes.

Leia mais:

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Foi realizado hoje, na sala Jorge Amado (Biblioteca Comunitária), o II Encontro Técnico-Administrativo da Rede Sirius, um espaço de exposição, debate e reflexão sobre as tendências e desafios na gestão da biblioteca universitária e apresentação de um retrato do que foi a produção da Rede Sirius no ano de 2010.


Os trabalhos apresentados estão disponíveis em PDF nos links abaixo.


William Mota – Atos Normativos da Uerj;


Manuel Barata – Pesquisa científica on-line na biblioteca universitária;

Rosangela Salles – Modelo de gestão baseado no talento das pessoas da Rede Sirius;

Eny Pires – Introdução à biblioterapia: relato da primeira experiência na Biblioteca com adolescentes do PBIT;

Nádia Lobo – Memória da Física e dos Físicos: os bastidores de uma pesquisa;

Simone Dib – MopLine – Modelo de padronização de Teses e Dissertações;

Marcos Vasconcelos – Comunicação eletrônica na Rede Sirius: mudança da cultura de comunicação;


Enviado por Marcos Vasconcelos

SciFinder web disponível a todos os usuários do Portal de Periódicos da Capes

Está disponível às instituições usuárias do Portal de Periódicos que possuem acesso à SciFindfer a versão web dessa ferramenta de pesquisa da área de Química, desenvolvida pela Chemical Abstracts Service (CAS). Além de garantir o acesso direto dos recursos da SciFinder pela Internet – a versão anterior dependia da instalação de um CD –, a nova interface de busca permite, por exemplo, salvar conjuntos de respostas e exportar dados de análise em Excel e PDF.
Para se acessar o SciFinder web (http://scifinder.cas.org), o pesquisador precisa fazer um cadastro pessoal em um computador conectado à rede da sua instituição. Durante o cadastro, o usuário deve informar o seu e-mail institucional, que será registrado como nome de usuário para acesso à SciFinder. Para finalizar esse processo, é preciso acessar uma mensagem de confirmação, que será enviada ao e-mail informado pelo pesquisador.
A ferramenta SciFinder é destinada a professores e alunos das áreas de Ciências da Vida e Ciência dos Materiais, cobrindo assunto ligados à Química, Física, Biologia, Engenharia, Medicina, Agricultura, Alimentos, Materiais, Microbiologia, Farmácia, Têxteis, Tecnologia Nuclear e Geologia. Reúne seis bases de dados: Caplus (Artigos, Patentes, Teses etc.), Medline (Informações sobre Saúde), Registry (Substâncias Químicas), Casreact (Reações Químicas), Chemcats (Fornecedores de Produtos) e Chemlist (Listas Regulatórias).
A ferramenta oferece aos pesquisadores um Thesaurus e um dicionário de sinônimos, opções de refino, a possibilidade de utilizar operadores booleanos nas buscas, entre outros recursos.
Para informações adicionais e suporte sobre SciFinder, é possível consultar o Manual para Cadastro de Novos Usuários (.pdf) e o Guia de utilização da base (.pps). O editor também disponibiliza um serviço de help-desk no Brasil (help@systemsint.info) e nos Estados Unidos (rjiminez@cas.org). Pesquisadores também podem entrar em contato com a equipe do Portal de Periódicos da CAPES, por meio do Fale Conosco.

Enviado por Regina Tinoco

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino é comemorado hoje

Com um evento no auditório 701 do Pavilhão Reitor João Lyra Filho, a UERJ comemora o Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino, com as presenças do Reitor Ricardo Vieiralves e do embaixador da Palestina no Brasil, Sr. Ibrahim Alzeben. O evento será realizado às 18h.

Clique na imagem abaixo para maiores informações.


Enviado por Luciana Avellar.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Cientistas projetam e-paper feito de papel.

Se você já ouviu falar dos e-readers – leitores eletrônicos de livros e jornais como o Kindle da Amazon – você sabe que a maioria deles utiliza um monitores de e-paper, ou papel-eletrônico, para exibir o texto, fotos e vídeos, mas o que é e-paper? O e-paper é um material que usa a técnica de electrowetting (sem tradução em português) que consiste em aplicar um campo elétrico em gotículas coloridas em um vidro, de modo a simular a sensação visual de letras (e fotos, etc.) impressas em papel.

O problema com o e-paper, como toda tecnologia atual, é que ele não é lá tão fácil de reciclar, além de ser apresentado em um meio sólido que – ainda – não pode ser dobrado e guardado com facilidade. Isso pelo menos até hoje.

Andrew Steckl, professor de engenharia elétrica da Universidade de Cincinnati demonstrou que a técnica do electrowetting pode funcionar também em papel de verdade – desde que esse papel siga algumas técnicas de fabricação específicas.

Leia mais:

(do portal de notícias do MSN)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Unesco lança Biblioteca Digital Mundial na internet

Eis um presente da UNESCO para toda a Humanidade: o lançamento na Internet da WDL (World Digital Library), Biblioteca Digital Mundial.

Uma excelente notícia que nos obriga a divulgar a reenviar para amigos e parentes. Na verdade, passa a ser quase um dever, pois ela reúne mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos e explica em sete idiomas as jóias e relíquias culturais de todas as bibliotecas do planeta.

(...) A BDM oferece documentos "com valor de patrimônio, que permitirão apreciar e conhecer melhor as culturas do mundo em idiomas diferentes: árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português. Mas há documentos em linha em mais de 50 idiomas" (segundo Abdelaziz Abid, coordenador do projecto).

Entre os documentos mais antigos há alguns códices precolombianos, graças à contribuição do México, e os primeiros mapas da América, desenhados por Diego Gutiérrez para o rei de Espanha em 1562.

Os tesouros incluem o Hyakumanto darani , um documento em japonês publicado no ano 764 e considerado o primeiro texto impresso da história; um relato dos aztecas que constitui a primeira menção do Menino Jesus no Novo Mundo; trabalhos de cientistas árabes revelando o mistério da álgebra; ossos utilizados como oráculos e esteiras chinesas; a Bíblia de Gutenberg; antigas fotos latino-americanas da Biblioteca Nacional do Brasil e a célebre Bíblia do Diabo, do século XIII, da Biblioteca Nacional da Suécia.

Leia mais:

(do jornal O Globo)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

A tecnologia do livro

Dois vídeos de humor que falam sobre a dificuldade das pessoas em se adaptar a novas tecnologias.







(do Blog do Sistema de Bibliotecas da PUC.)

Enviado por Rosalina Barros.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dica de Leitura: O Nome da Rosa (Umberto Eco)

Qual o romance mais importante da história que tem como cenário principal, uma biblioteca? Não é difícil lembrar de O Nome da Rosa (1980), do escritor, filósofo, semiólogo, linguista e bibliófilo italiano Umberto Eco. Considerado um clássico literário desde o seu lançamento, realizado com muito alarde na época, o romance gira em torno das investigações de uma série de crimes misteriosos, cometidos dentro de uma abadia medieval. O frade franciscano William de Baskerville, assessorado pelo noviço Adson de Melk, encarregado das investigações, penetra fundo nos mistérios da abadia, apesar da resistência de alguns dos religiosos do local, até que desvenda que as causas do crime estavam ligadas a manutenção de uma biblioteca que mantém em segredo obras apócrifas, obras que não seriam aceitas em consenso pela igreja cristã da Idade Média. E acima da própria história, o que torna O Nome da Rosa absolutamente bem amarrado, impecável, perfeito é o extenso uso de metalinguagem pelo autor. Uma obra difícil de ignorar, principalmente quando se analisa a questão do poder sobre a informação e os direitos sobre o conhecimento, que em contraposição às labirínticas bibliotecas monásticas, existem hoje na completa ignorância sobre o que é a verdade, no meio de tanta informação disponível. Como se vê, o labirinto ainda existe.

O livro está disponível nas bibliotecas CEH/A, CEH/B, CEH/D e COM.

Enviado por Marcos Vasconcelos

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Maior poeta simbolista brasileiro é revisitado na Semana da Consciência Negra

Na semana da Consciência Negra (data comemorada no dia 20, sábado), aos 90 anos da Academia Catarinense de Letras, Cruz e Sousa – cujo nascimento completa 149 anos em 24 de novembro – está no centro das homenagens. O livro Cruz e Sousa – O Poeta Alforriado, de Godofredo de Oliveira Neto, será lançado hoje à noite, na auditório da Biblioteca da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Ele poderia se impor pela altivez, pelo semblante sério e compenetrado. Pelo menos essa é a imagem que ficou nas poucas fotos de João da Cruz e Sousa que conhecemos. Aquele rapaz sempre bem vestido, de personalidade incomum, era filho de negros. Mas recebeu educação de Dona Angélica, de quem seus pais eram escravos.

Os poemas que o prodígio declamava menino, contam as lendas, o teriam livrado inclusive de problemas mais graves com a lei. E também encantado donzelas de cor clara, de origem alemã – pelas quais imaginava-se interessado, pela frequência e admiração com as quais as citava em seus versos. Cruz e Sousa, aliás, não foi poucas vezes acusado de ser alienado da causa de seu povo. Fato que pode ser desmistificado com uma pesquisa cuidadosa e aplicada, como a realizada por Godofredo e publicada em mais um volume da série Personalidades Negras.

Leia mais:

(do Diário Catarinense)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Exposição apresenta dois mil negativos raros de Darcy Ribeiro

Rio - Milton Guran achou um tesouro. Foi assim: em agosto, o fotógrafo e antropólogo recebeu um convite do Museu do Índio para fazer a curadoria da mostra "Primeiros contatos - Atrações e pacificações do SPI". Para tal missão, teria que fuçar o arquivo de mais de 20 mil fotografias do Serviço de Proteção ao Índio (SPI), órgão que antecedeu a Funai. Mexe e remexe, Guran se deparou com um belíssimo material - cerca de dois mil negativos - que chamou a sua atenção. O autor? Darcy Ribeiro. Extasiado com a descoberta, ele trabalhou freneticamente para montar a exposição "O olhar preciso de Darcy Ribeiro", que abre segunda-feira na Caixa Cultural. O próximo passo é um livro, previsto para 2011.

- Encontrei um conjunto de fotos de autoria do Darcy perdido entre milhares de documentos. São fotos excepcionais. Já trabalhei na Funai e já trabalhei no Museu do Índio, que hoje guarda o arquivo do SPI. E nunca soube da existência dessas fotos - diz Guran. - O Darcy foi um antropólogo, um educador, um romancista, um político. Mas o que nos interessa é o brasileiro que pensou o Brasil. O importante nas fotos é o olhar dele.


(do jornal O Globo)

Enviado por Marcos Vasconcelos

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Biblioteca de Direito disponibiliza Catálogo de Obras Valiosas

A Biblioteca de Direito Reitor Antonio Celso Alves Pereira (CCS/C) da Rede Sirius – Rede de Bibliotecas UERJ - disponibiliza na rede o Catálogo de Obras Valiosas. O acervo relacionado neste catálogo tem como finalidade disseminar e preservar a memória jurídica institucional da Universidade.

As referências encontram-se ordenadas alfabeticamente por autor e as buscas, por autor, título ou assunto, entre outros campos, podem ser efetuadas no Catálogo On-line da Rede Sirius.

Por se tratarem de obras que requerem cuidados especiais para manuseio e visando a conservação dos itens bibliográficos, estes se encontram acondicionados na sala do acervo especial da biblioteca.

Enviado por Leila Andrade.

Biblioteca Alceu Amoroso Lima relembra 100 anos da revolta da chibata

São Paulo - Biblioteca Alceu Amoroso Lima promove no dia 22 de novembro o encontro ''100 anos da Revolta da Chibata'', em comemoração ao centenário da revolta liderada pelo marinheiro João Cândido. O encontro reunirá uma exibição de documentários e apresentações de músicas.

Em 22 de novembro, comemora-se o centenário da Revolta da Chibata, episódio em que negros, liderados por João Cândido Felisberto (foto), também conhecido como Almirante Negro, rebelaram-se contra os castigos a que eram submetidos a bordo das embarcações brasileiras. Esse levante de marinheiros, que ocuparam por cinco dias vários navios de guerra na Baia da Guanabara, possui alta importância histórica. Para relembrá-lo, a Biblioteca Alceu Amoroso Lima promove, na data do acontecimento, o encontro 100 anos da Revolta da Chibata.


(do portal O Noticiado)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Rachel de Queiroz completaria 100 anos nesta quarta-feira

Em 4 de novembro de 1977, Rachel de Queiroz foi nomeada para a cadeira número 5 da Academia Brasileira de Letras (ABL), feito jamais conquistado antes por uma mulher. Nem por isso a escritora cearense rendeu-se ao feminismo. “Quase todos os meus amigos são homens, eu não confio muito nas mulheres”, chegou a declarar em entrevista.

E por trás de todo o machismo característico da época, aquela senhora nascida em Fortaleza (CE), que se estivesse viva completaria 100 anos nesta quarta-feira, mantinha-se mais fiel às suas ideologias do que os próprios movimentos.

“Ela nunca teve crise de estrelismo. Por onde passava, chamava a atenção por ser amistosa e comunicativa”, diz o escritor, jornalista e professor Romildo Sant’Anna, que assistiu à cerimônia de posse de Rachel na ABL, época em que era repórter do jornal “Dia e Noite”, e esteve com a autora em outras circunstâncias, como durante um festival de teatro na Aldeia do Arcozelo, no Rio de Janeiro, anos mais tarde, quando falaram sobre as crônicas dela.


(do jornal O Diário do Nordeste)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Rio das Ostras recebe biblioteca móvel

Rio - A próxima parada da Biblioteca Móvel Itapemirim - Unidade Shell - será Rio das Ostras. De 17 a 27 de novembro o ônibus adaptado ficará na Praça Prefeito Cláudio Ribeiro, em frente a sede da Secretaria de Turismo, aberto ao público, das 9h às 17h. Os alunos das escolas municipais serão recebidas por turmas, com hora marcada.

O projeto atua como um centro cultural e além dos serviços convencionais de biblioteca, conta com várias outras atividades como teatro de fantoches, hora do conto, exposições, apresentações musicais e teatrais, palestra e muita diversão. O ônibus adaptado tem telão, computadores, TV, vídeo, DVD, sistema de som, sofás, prateleiras com livros, mesas e cadeiras. Além dos monitores do projeto que viajam com a Biblioteca por todo Brasil, são convocados pessoas da cidade que queiram participar como voluntários.


(do jornal O Globo)

Enviado por Marcos Vasconcelos

Biblioteca Nacional promove Encontro sobre Acervos Raros

A Fundação Biblioteca Nacional convida para o IX Encontro Nacional de Acervo Raro, a ser realizado nos dias 9 e 10 de dezembro de 2010, no auditório Machado de Assis, Rua México s/n, centro, Rio de Janeiro. O tema deste ano será: "Políticaa de acesso e reprodução de acervos raros". O evento é gratuito e as inscrições ocorrerão entre 1 e 30 de novembro através do email planor@bn.br .


Enviado por Nádia Lobo.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Escritor moçambicano discute papel do negro na literatura mundial

São Paulo - A Biblioteca de São Paulo, espaço cultural do Governo de São Paulo administrado em parceria com a Poiesis - Organização Social de Cultura, promoverá um bate-papo sobre "O negro na literatura internacional" com o escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa, no dia 20 de novembro, das 15 às 17 horas. A mediação do encontro ficará a cargo de Carmen Tindó, doutora e professora de Literaturas Africanas na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Durante o evento, realizado no mesmo dia em que se celebra a Consciência Negra, Ungulani falará sobre a influência do negro na cena literária. "Nunca procurei a cor num escritor, mas identidades, fluxos literários representativos de parcelas deste mundo cada vez mais global", conta o escritor, quando perguntado sobre seus autores negros de referência. Na África, por exemplo, os espaços literários têm as línguas árabe, francesa, inglesa e portuguesa como grandes meios de expressão e tenta-se navegar por esses mundos para encontrar diferenças e similitudes. "Sei que a geração que me antecedeu, marcada pela negritude e personalidade africana extasiava-se com Richard Wright [escritor americano (1908-1960)] e outros. Mas era a época da gestão nacionalista. Lutava-se pelas independências. A literatura, ao tempo, era, também, uma arma.", afirma. "Agora, para os nascidos literariamente pós-independência, o texto é visto e assumido na sua vertente literária e identitária de um espaço. A cor tem um papel insignificante."

Para Ungulani, é preciso mudar o olhar exterior que enxerga a literatura africana como um todo e falar em literatura moçambicana, nigeriana, queniana, sul-africana assim como se distingue literatura argentina, brasileira, mexicana e outras. "Nas prateleiras do mundo literário aparecemos sempre como literatura africana", observa ele que, no futuro espera o reconhecimento das singularidades assim como a melhora no sistema de distribuição de livros, no número de analfabetos e bibliotecas públicas existentes no continente africano, afinal, "a cultura ganha, nos tempos que correm, um lugar de relevo no cardápio dos nossos países" embora a circulação de livros ainda seja deficitária.


(da ABN News)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Portal de Periódicos da Capes completa 10 anos.

Na abertura das comemorações dos dez anos do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), realizada nesta terça-feira, 9, em Brasília, o diretor de Programas e Bolsas no País, Emídio Cantídio, falou que um dos motivos do sucesso do Portal é que ele se transformou em uma ferramenta imprescindível para a democratização do acesso à informação científica. "O Portal é fundamental para que a comunidade brasileira tenha acesso rápido ao que é produzido em ciência. Ele nivela o conhecimento disponível para pesquisadores do interior do Brasil com o do resto do mundo."

Mais duas razões foram elencadas pelo diretor como essenciais para o amplo desenvolvimento do Portal. "A parceria de todos que fazem a ciência brasileira é outro fator que contribui para o sucesso, pois sempre contamos com o apoio de vocês, já que o portal não se desenvolve sozinho." Emídio Cantídio também citou o fato de a Capes sempre olhar para o futuro, planejando novos passos para aperfeiçoar a ferramenta, e finalizou agradecendo aos profissionais da Capes, que compõem a equipe do Portal de Periódicos.


(Da Assessoria de Imprensa da Capes)

Enviado por Regina Tinoco

Mil Anos de MPB na UERJ

O Núcleo de Estudos sobre Geografia Humanística, Artes e Cidade do Rio de Janeiro (NeghaRIO) do Instituto de Geografia da UERJ faz homenagem a dez cantores/compositores nascidos no ano de 1910, perfazendo, portanto, mil anos de música de primeira grandeza. Acreditamos que, assim, o evento terá a ressonância e homenagem que esses pioneiros da música popular brasileira merecem. São eles: Custódio Mesquita, Nássara, Haroldo Lobo, Luis Barbosa, Jorge Veiga, Vadico, Adoniram Barbosa, Claudionor Cruz, Manezinho Araújo e Noel Rosa.

O evento, com entrada franca, será realizado nos dias 18 e 19 de novembro de 2010, no auditório 71 da UERJ - (Pav. Reitor João Lyra Filho, Bloco F, 7º andar) , com 250 lugares e ar condicionado, nos dias de 2010, com sessões à tarde e à noite. As músicas serão executadas, fotos e filmes dos artistas e letras das canções serão exibidas no telão com os devidos comentários em relação a estes grandes nomes da música popular brasileira, contando o evento na Uerj com a coordenação do Prof. Dr. João Baptista Ferreira de Mello e participação das mestrandas Melissa Anjos e Olga Maíra Figueiredo, do pós-graduando Ivo Venerotti e os bolsistas Ricardo Brenelli, Stephane Amaral, Yan Amarante, Ruan Rocha, Alex Rodrigues e Carla Monteiro, com apoio institucional da Secretaria Municipal de Cultura e Museu da Imagem e do Som.

Enviado por Hilda Lima

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Dica de Leitura: O Cortiço (Aluísio Azevedo)

É senso comum que o realismo foi a mais brilhante da literatura brasileira, muito por conta da genialidade de Machado de Assis. Mas não foi só o bruxo do Cosme Velho produziu obras brilhantes nessa época. Um dos exemplos de um clássico desse período do final do séc XIX e início do séc XX - também referido como "naturalista", estilo que caminhou intrinsecamente junto ao realismo é O Cortiço (1890) de Aluísio Azevedo.

Neste romance que marca o naturalismo no Brasil, os personagens principais são os moradores de um cortiço no Rio de Janeiro, precursor das favelas, onde moram os excluídos, os humildes, todos aqueles que não se misturavam com a burguesia, e todos eles possuindo os seus problemas e vícios, decorrentes do meio em que vivem. O autor descreve a sociedade brasileira da época, formada pelos portugueses, os burgueses, os negros e os mulatos, pessoas querendo mais e mais dinheiro e poder, pensando em si só, ao mesmo tempo em que presenciam a miséria, ou mesmo a simplicidade de outros.

Aluísio Azevedo, embalado pela onda científica, escreve 'O Cortiço' sob a égide do determinismo (o meio, o lugar, e o momento influenciam o ser humano) e da teoria da evolução de Darwin. Sob aspectos naturalistas, isto é, sob olhar científico, a narração se desenvolve em meio a insalubridade do cortiço, propício à promiscuidade, característica do naturalismo. Ao contrário do que se desenvolvia no romantismo, Aluísio descreve o coletivo, explicitando a animalização do ser humano, movido pelo instinto e o desejo sexual, onde inaugura uma classe nunca antes representada: o proletário, evidenciando a desigualdade social vivenciada pelo Brasil, juntamente com a ambição do capitalismo selvagem.

Não obstante a crueza de sua linguagem e de sua temática, a história do português João Romão e da negra Bertoleza, entre outros personagens impressionantemente bem construídos, arrebata o leitor. A personificação do cenário e o uso extenso de metáforas zoomórficas são outras características que entranham na leitura, que mesmo sendo sobre uma história cruel e sórdida, é absolutamente saborosa.

Este livro está disponível nas bibliotecas Comunitária, CAP/A, CAP/B, CEH/B e CEH/C.

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Fabricante chinês lança livro digital em cores


Até agora, as pessoas que têm comprado aparelhos para ler livros digitais (e-readers) são obrigadas a escolher entre ter uma tela colorida luminosa e com muito reflexo ou uma tela cinza boa para ler mesmo em ambientes externos.

Agora a empresa que produz as telas em branco e preto do Kindle da Amazon, a EInk Corp, disse que vai começar a vender displays de papel eletrônico ou tinta eletrônica (como é chamada a tecnologia da tela do Kindle) que também exibem cores.

A nova tecnologia, chamada de E-Ink Triton, exibe 16 tonalidades de cinza e milhares de cores. Como nos outros aparelhos com a tecnologia atual, as pessoas também poderão ler livros com essa nova tecnologia colorida sem forçar a vista.


(do jornal O Estado de São Paulo)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Biblioteca Comunitária divulga programação de novembro.

A Sala Jorge Amado, da Biblioteca Comunitária da UERJ abre sua porta para a poesia. Usuários internos e externos são convidados a ouvir poemas de Cecília Meireles , Carlos Drummond de Andrade e outros poetas. Os convidados poderão , se quiserem, recitar ou ler poesias de seus poetas favoritos também. Para que isto aconteça, disponibilizaremos na referida sala livros de vários poetas.

Programação:

- Recital/ Leitura de poesias com dramatização por Eny dos Santos Pires (Chefe da Biblioteca COM) e Rosirene Visitação.(Usuária da Biblioteca COM)

Data e hora: 12 de novembro a partir das 15:00h.
Público-alvo: Crianças, jovens e adultos.


- Música também é poesia, com os Alunos da Oficina de Poesia da UnATI/UERJ e a Profª de Interpretação Solange Martinho.

Data e hora: 19 de novembro a partir das 15:00h.
Público-alvo: Pessoas interessadas em música e poesia. Pode ser você!

Local: Biblioteca Comunitária- Sala Jorge Amado.
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524 - Pavilhão João Lyra Filho - 1º andar, Bloco C - Sala 1002.

Se você, leitor, deseja participar assistindo, seja bem-vindo. Caso queira ler ou recitar uma poesia, comunique-se conosco para preencher um formulário com seu nome, endereço e telefone.

Enviado por Eny Pires.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Fotos do XVI SNBU

Estão disponíveis neste álbum as fotos da participação da Uerj no XVI SNBU. Apreciem.

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Portal de Periódicos da Capes apresenta novo site.

O Portal de Periódicos da Capes completa 10 anos de atuação renovando seus contratos de periódicos e bases de dados e continua buscando sempre melhorar o acesso aos seus usuários.
Hoje, está sendo apresentada a nova versão do Portal de Periódicos, que traz, entre outras melhorias, a busca por periódicos e bases de dados na primeira página, além da busca aos conteúdos das bases, mudança que vem atender a solicitação da comunidade usuária e que deverá trazer benefícios e facilidades no uso dos recursos do Portal.

Enviado por Regina Tinoco

Oficina de Estudos de Preservação do IPHAN promove palestra.

Será realizada no dia 11/11/2010 (quinta-feira), às 14 horas, no auditório do IPHAN-RJ - Av. Rio Branco, 46 - 3º andar - Centro/RJ - a palestra CENTRO LUCIO COSTA DE FORMAÇÃO
PARA GESTÃO DO PATRIMÔNIO, a ser ministrada pelo arquiteto e urbanista Cyro Corrêa Lyra, Assessor da Presidência do IPHAN, especialista em Conservação Arquitetural (ICCROM/Roma) e doutor em Artes Visuais (UFRJ). A entrada é franca e maiores informações podem ser obtidas através do telefone (21) 2233-6777 ou pelo e-mail educacao.rj@iphan.gov.br.

Ainda sobre o palestrante, ele é membro Honorário do ICOMOS. Foi Superintendente do IPHAN/RJ, diretor do DEPAM/IPHAN, membro do Conselho Consultivo do IPHAN, diretor do Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná, professor titular das Universidades Federais do Paraná e Fluminense. Coordenou planos urbanísticos, projetos e obras de restauração no Brasil e no exterior. Proferiu conferencias em congressos nacionais e internacionais. Autor de livros e artigos sobre patrimônio cultural e sua preservação.

Sinopse da palestra:

Em julho deste ano, em Brasília, durante a 34ª reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO, foi assinado acordo entre o Brasil e a UNESCO de criação, no Rio de Janeiro, de um Centro Regional de formação para gestão do Patrimônio. Batizado Lucio Costa, esse Centro é um projeto que vem sendo montado desde 2008 pelo IPHAN e foi aprovado em outubro de 2009 na Assembléia geral da UNESCO, realizada em Paris.

Com a finalidade de formar gestores do patrimônio cultural e natural, o Centro Lucio Costa é vinculado ao IPHAN e tem como objetivo principal atender a necessidades de recursos humanos capacitados em gestão, abrangendo os países da América do Sul (os de língua espanhola), os da África de língua espanhola (Guiné Equatorial) e portuguesa (Angola, Guine Bissau, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe) e da Ásia (Timor Leste).

O Centro, além da capacitação de gestores, vai fomentar estudos e pesquisas que possam contribuir para o aperfeiçoamento dos instrumentos de gestão de bens culturais como conjuntos urbanos, sítios arqueológicos e paisagens, naturais e culturais.

Seus objetivos serão alcançados através de parcerias com as instituições dos países da Região e, internamente, com centros de especialização em conservação do patrimônio, universidades e órgãos de preservação de todo o país.

A sede do Centro Regional de Formação em Gestão do Patrimônio será no Palácio Gustavo Capanema, prédio onde funcionam as representações dos Ministérios da Cultura e da Educação, no Rio de Janeiro.

De 22 a 27 deste mês, o Centro promove o primeiro evento, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e com o Instituto Chico Mendes, voltado para a América do Sul: Seminário Gestão do Patrimônio no MERCOSUL. O programa do Seminário inclui a apresentação de experiências brasileiras e hispano-americanas na gestão de sítios culturais e naturais.

Técnicos de todos os estados brasileiros e dos países vizinhos estarão presentes para conhecer e discutir a experiência de gestão do patrimônio cultural e natural da América do Sul.

Enviado por Nádia Lobo

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Campus da Uerj em Queimados terá 12 cursos

Rio - O novo campus da Uerj em Queimados está em fase final de implantação e terá no mínimo 12 cursos. Segundo a prefeitura, já foi definido junto com a Coordenadoria de Estudos Estratégicos e Desenvolvimento da universidade que as primeiras cadeiras serão as de Engenharias Civil, Ambiental e de Produção. O investimento é de R$ 3 milhões por ano e o prazo previsto para o início das aulas é até janeiro de 2011. A sede é no bairro Fanchen, no Ciep Municipalizado — que será reformado.

De acordo com a coordenadora de política de desenvolvimento da Uerj, Tatiane Baptista, o Vestibular 2011 vai oferecer vagas somente para Engenharia, mas, no segundo exame de qualificação, já haverá vagas para algumas licenciaturas em Educação, ainda a serem definidas, e Administração. “As decisões precisam ser tomadas cautelosamente porque não se trata de um projeto de dois ou três meses”, destacou.

Para o prefeito, Max Lemos, a vinda da Uerj é uma conquista importante para toda a região que será atendida e beneficiada com a instalação do Campus. O prefeito acrescentou ainda que a Secretaria de Educação já está se preparando para dar início aos pré-vestibulares comunitários a partir deste ano. Carlos Henrique Souza, 18 anos, espera conseguir uma das vagas: “Estou estudando muito e passar para uma universidade pública perto de casa vai reduzir muito o custo”, justifica.


(do jornal O Dia)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Livro de Monteiro Lobato considerado racista continuará sendo usado em sala de aula, afirma o MEC.

O livro "Caçadas de Pedrinho" de Monteiro Lobato vai continuar sendo usado em sala de aula. Algumas frases que aparecem na história foram consideradas racistas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que pediu que a obras fosse retirada das escolas. A partir de agora, o livro terá uma explicação sobre o contexto em que foi escrito. Algo parecido com o que uma edição já traz sobre a caça à onça. A editora deixa claro que a aventura aconteceu em uma época em que a espécie não estava ameaçada de extinção, nem os animais silvestres eram protegidos pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Para o ministro da Educação, Fernando Haddad não é o caso de tirar o livro das escolas.

- Décadas se passaram. Expressões que não eram consideradas ofensivas, hoje são. Mas, em se tratando de Monteiro Lobato, de um clássico brasileiro da literatura infantil, nós só temos que contextualizar, advertir e orientar sobretudo o professor sobre como lidar com esse tipo de matéria em sala de aula disse durante entrevista ao Bom Dia Brasil.

O clássico da literatura infantil "Caçadas de Pedrinho" foi publicado pela primeira vez em 1933.

Membros da Academia Brasileira de Letras (ABL) são contrários proposta de censura ao livro. Segundo os imortais, os "professores e formuladores de política educacional deveriam ler a obra e se familiarizar com ela". A ABL sugere ainda que os responsáveis pela educação estimulem uma leitura crítica por parte dos alunos.

Na internet também se multiplicaram as manifestações contrárias ao parecer. Um abaixo assinado, contra a restrição proposta pela CNE, já tem mais de 1.200 assinaturas.


(do jornal O Globo)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

MinC só repassará verbas a municípios com bibliotecas

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, afirmou nesta que somente municípios que mantenham bibliotecas públicas terão direito de receber verbas do ministério. A medida será detalhada por meio de portaria ministerial a ser editada ainda este ano e objetiva garantir que os prefeitos invistam na manutenção das bibliotecas.

“O Brasil já zerou o número de municípios sem bibliotecas, mas elas acabam fechadas, porque os prefeitos não acham relevante pagar duas bibliotecárias e três funcionários”, disse o ministro. Por isso, segundo ele, o governo vai elaborar uma portaria que exigirá que os municípios tenham um biblioteca pública, caso contrário não terão direito a recursos federais.

“Já zeramos o déficit de bibliotecas por duas vezes, mas quando pesquisamos vimos que há mais de 100 municípios que fecharam os espaços”, destacou o ministro, durante a solenidade de comemoração dos 200 anos da Biblioteca Nacional no Rio.


Enviado por Marcos Vasconcelos

Projeto do Instituto de Geografia da UERJ é finalista em prêmio sobre Mobilidade Urbana

Com imensa felicidade, informamos que o projeto Roteiros Geográficos do Rio é um dos três finalistas do Prêmio de Mobilidade Urbana, iniciativa da FETRANSPOR, na categoria Educação e Cultura. A premiação será dia 12 de novembro de 2010, às 18 horas, na Marina da Glória.

Mais informações no site do projeto, aqui.

Enviado por Hilda Lima.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Biblioteca Nacional comemora 200 anos com exposição de obras raras.

Rio de Janeiro - Criada em 29 de outubro de 1810, a partir da coleção trazida por dom João VI, com a vinda da família real portuguesa para o Brasil, a Biblioteca Nacional celebra neste dia 29 de outubro, 200 anos de existência. De um acervo inicial de cerca de 60 mil peças, já naquela época de valor inestimável, similar às melhores coleções reais europeias, a biblioteca abriga hoje mais de 9 milhões de obras, sendo considerada pela Unesco uma das dez maiores do mundo.

“A Biblioteca Nacional é o espelho de nossa memória bibliográfica”, afirmou a diretora do Centro de Referência e Difusão da instituição, Monica Rizzo, ao ressaltar a importância para o povo brasileiro do bicentenário. O crescimento do acervo, ao longo desses 200 anos, foi impulsionado por força da legislação do Depósito Legal, pela qual os editores devem enviar um exemplar de tudo o que é publicado no país para a Biblioteca Nacional.

O acervo trazido para o país pela família real portuguesa, abrangia livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas, e foi inicialmente acomodado numa das salas do Hospital do Convento da Ordem Terceira do Carmo, na então Rua Direita, hoje Rua Primeiro de Março. Há 100 anos, em 1910, era inaugurado o prédio em estilo eclético, com elementos neoclássicos, na Avenida Rio Branco, na Cinelândia, centro do Rio, onde a instituição funciona até hoje.

(da Agência Brasil)


e também:







Enviado por Marcos Vasconcelos

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Oficina de arte na Biblioteca Parque de Manguinhos

A Biblioteca Parque de Manguinhos promove, nos dias 30/10 e 6, 13, 20 e 27/11, uma oficina de arte com o artista plástico Daniel Senise. A proposta é usar esses encontros para dar uma visão geral da história da arte a quem sabe pouco ou não sabe nada sobre o assunto.

Para visualizar o flyer, clique na imagem.


Enviado por Regina Tinoco.

UERJ promove workshop sobre Ciência, Tecnologia e Inovação


Será realizado nos dias 11 e 12 de novembro de 2010 das 8:30 às 18 horas na Capela Ecumênica da UERJ o 2ºWCTI – Workshop, Ciência, Tecnologia e Inovação.

O evento terá cinco mesas que tem o objetivo de discutir as políticas de Inovação do Estado do Rio de Janeiro para os próximos anos. São elas:

Mesa de Abertura - Dia 11 – 8:30 h - com a presença do Reitor, Secretários de Ciência e Tecnologia, Presidente do INPI, Presidente da Faperj, Fiocruz, Firjan, Finep, Bndes e outros.

Mesa 01: Saúde – Dia 11 – 14:00 h - Coordenação Profa.Dra. Eliete Bouskela.

Mesa 02: Energia - Dia 11 – 16:00 h - Coordenação – Prof. Dr. Rene Rodrigues.

Mesa 03: Meio Ambiente - Dia 12 – 8 :30 h - Coordenação – Prof. Dr. Mario Soares.

Mesa 04: Tecnologias e Educação para Inclusão Social - Dia 12 – 11:00 h - Coordenação – Prof. Dr. Antonio Carlos Ritto.

Mesa 05: Inovação e Desenvolvimento - Dia 12 – 14:00 h - Coordenação – Profa.Dra. Marinilza Bruno de Carvalho

Encerramento e Políticas de Inovação - Dia 12 – 16:00 h - Sub-Reitora Profa. Dra Monica Heilbron

A inscrição pode ser feita pelo site www.sr2.uerj.br/wcti

Enviado por Rosane Lopes.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Livros de Poesia: faça sua doação

A Biblioteca Parque de Manguinhos está recebendo doação de livros de poesia até o dia 11 de novembro. Estes livros serão utilizados no evento Livro Livre, que acontece no próximo dia 12 de novembro.

Clique na imagem para maiores informações.

Enviado por Regina Tinoco.

OCLC disponibiliza apresentações realizadas no XVI SNBU

A OCLC (Online Computer Library Center), através de seus representantes no Brasil e América Latina, disponibilizaram os links com as apresentações realizadas no XVI SNBU para que os bibliotecários que não puderam assisti-las, possam acessá-las e compartilhar com outras pessoas em sua biblioteca. Abaixo você poderá encontrar os títulos e links das sessões:
Reuniao da OCLC com Bibliotecas Brasileiras- apresentado por Lucia Shelton (Gerente Regional da OCLC) com depoimentos de Ideliza Araujo do Comut-Ibict e Adriana Domingos do Sibi-USP – 19/10/2010


A view of WorldCat- apresentado por Daniel Boivin (Diretor Executivo da OCLC)- 20/10/2010

O XVI SNBU aconteceu de 17 a 20 de outubro no Centro de Convenções do Hotel Intercontinental no Rio de Janeiro. Para mais informações sobre o SNBU, por favor visita seu site: http://www.snbu2010.com.br/index.asp

Enviado por Regina Tinoco.

Divulgada a programação do XVII Encontro Nacional do Sistema de Bibliotecas Públicas

Foi divulgada a programação do XVII Encontro Nacional do Sistema de Bibliotecas Públicas e o V Simpósio Latino-Americano de Bibliotecas Públicas a ser realizado no período de 9 a 12 de novembro de 2010, no Auditório Machado de Assis da FBN, Rio de Janeiro. O evento anual do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas – CGSNBP, da Fundação Biblioteca Nacional – FBN congrega bibliotecários, profissionais das áreas afins, professores, pesquisadores, estudantes e usuários interessados na temática. A programação aborda diversas atividades, tais como: conferências proferidas por professores estrangeiros convidados; apresentação de trabalhos; lançamento de livro; e reunião com os(as) Coordenadores(as) dos Sistemas Estaduais de Bibliotecas Públicas.

O programa do evento está disponivel aqui.

Enviado por Nádia Lobo.

Barnes & Noble apresenta a segunda geração do e-reader Nook

A Barnes & Noble apresentou hoje a segunda geração do eBook Reader Nook, que, confirmando os rumores recentes, vem com uma tela colorida.

O Nook Color tem tela 7” touchscreen LCD colorida (1,024 x 600 e 16 milhões de cores) revestida por uma camada laminada, que diminui o reflexo de luz. O leitor roda um sistema operacional baseado no Android (sem suporte a Android Market), tem 8GB de memória interna (6.000 livros), entrada para cartão microSD de até 32GB, suporte para áudio MP3/AAC e para vídeo MP4, vem com alguns joguinhos, suporte para Pandora Internet Radio e Nook Kids para a criançada.


Enviado por Marcos Vasconcelos.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Rede Sirius inicia campanha de preservação de livros

Teve início hoje, com a distribuição dos folders e dos banners, a Campanha de Preservação de Livros da Rede Sirius. Nesta primeira parte, intitulada "Como Destruir um Livro", o trabalho é voltado para a conscientização dos usuários, devendo ser estendido oportunamente, aos servidores e mantenedores do acervo. A campanha mostra quais as atitudes que trazem prejuízo aos livros - como retirá-los das estantes pela alto da lombada, ou fazer refeições junto aos livros ou particularizar os itens com anotações e marcações - através de texto e fotografia, com a ênfase de que todo o acervo das bibliotecas da UERJ é patrimônio público pertencente aos usuários, tanto como estudantes quanto como cidadãos do Estado do Rio, o que é mais um motivo para que este acervo seja tratado com o cuidado e o respeito que merece.

O material estará disponível em breve em todas as bibliotecas da Rede e o folder pode ser lido aqui, em PDF.

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Leituras de Fernando Pessoa estão disponíveis na web

Conhecer o que lia Fernando Pessoa, as anotações que fazia nos seus livros, como ideias para poemas surgiam durante suas leituras. Agora, isso vai ser possível a qualquer pessoa: já está disponível na internet a biblioteca digital do poeta português, no site da casa-museu dedicada a ele (http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt).

Os livros são os que acompanharam o poeta desde a adolescência - na época em que ele ainda morava na África do Sul. "O livro mais antigo é do século 19, quando Pessoa tinha 12 a 14 anos. São livros que vão desde essa época até sua morte, com 47 anos", conta o professor Jerônimo Pizarro, responsável pelo trabalho. O último livro foi parar na biblioteca do escritor em outubro de 1935, um mês antes de sua morte.


(Por Jair Rattner, do Estado de São Paulo.)

Enviado por Marcos Vasconcelos.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Os bastidores da Biblioteca Nacional

Rio - Nos bastidores da Biblioteca Nacional, em salas excluídas do roteiro de visita pública, atua uma equipe de funcionários — enxuta, mas eficaz — que trabalha para garantir a segurança e cuidar da ‘saúde’ física das obras, além de oferecer serviços de pesquisa para quem não pode ir à instituição. São 630 funcionários que cuidam dos 9 milhões de peças que guardam a História do País. Nesta sexta-feira, a Biblioteca Nacional celebra 200 anos.

Oito pesquisadores são lotados na Divisão de Informação Documental. Inversamente proporcional ao número de funcionários, é o volume de pesquisa que o grupo faz por mês: 600. O serviço é exclusivo para quem mora longe da capital e precisa encomendar a pesquisa por telefone, e-mail ou fax. Os pedidos vão desde a localização de documentos e artigos em jornais até temas inusitados, como a história dos perus de Natal.

Já informações rápidas, como datas de nascimento e morte são passadas por telefone, sem que o usuário saia da linha. Segundo a chefe do departamento, Anna Maria Naldi, a encomenda pode ser entregue via e-mail (até 5 páginas), CD ou através do rolo microfilme (para livros inteiros). Para uma obra de 200 páginas, o serviço custa R$ 90, em média. “Muitas pessoas pedem artigos antigos que saíram em jornal para ajudar em processos judiciais”, cita.


Por Beatriz Salomão - Jornal O Dia.

Enviado por Selma Oliveira

Google homenageia o Menino Maluquinho

(Do Terra) - A página brasileira do Google levou ao ar um doodle especial neste domingo para marcar as três décadas do Menino Maluquinho. O personagem do cartunista Ziraldo, famoso por usar uma panela na cabeça, foi lançado em 1980, em um livro que vendeu mais de 2,5 milhões de exemplares. Na página do buscador, o rosto do Menino Maluquinho tomou o lugar da letra "o", e o "g" ganhou uma panela na cabeça. Os doodles - mudanças no logotipo do Google - já são uma tradição em dias comemorativos. Natal, Carnaval, Ano Novo, feriados e aniversários importantes são celebrados no site.

Enviado por Marcos Vasconcelos

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Rede Sirius apresenta trabalhos no XVI SNBU

A Rede Sirius apresentará cinco trabalhos no XVI Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU) a se realizar entre os próximos dias 17 e 22 de outubro. São eles:

1. Mesa Redonda: A gestão dos serviços da Biblioteca Universitária: Entre a academia e a comunidade. Por Regina Tinoco - dia 21/10, das 11:15 às 12:15h - Sala Plenária;

2. Pôster: A Física e os Físicos da UERJ da perspectiva de um acervo valioso, por Nádia Lobo;

3. Pôster: Pesquisa Científica on-line na Biblioteca Universitária. Por Manoel Barata, Regina Patrocínio e Sandra Pimenta;

4. Apresentação Oral: 243 - Modelo de Gestão Baseado no talento das pessoas da Rede Sirius - Rede de Bibliotecas UERJ. Por Luciana Avellar, Regina Tinoco e Rosangela Salles. Dia 19/10, de 14:45 às 15h - Sala Turmalina;

5. Apresentação Oral: 374 - Comunicação Eletrônica na Rede Sirius - Rede de Bibliotecas UERJ: Mudança na Cultura da Comunicação. Por Luciana Avellar e Marcos Vasconcelos. Dia 19/10 de 15:55 às 16:10h - Sala Turmalina.

Enviado por Luciana Avellar e Marcos Vasconcelos

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Adriana Partimpim se apresenta na UERJ

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro aproveita o mês das crianças para receber em seu palco a cantora Adriana Partimpim com o espetáculo "Dois é Show". O evento, que faz parte das comemorações de 60 anos da instituição, acontece no dia 19 de outubro, terça-feira, às 19h30, no Teatro Odylo Costa, filho com entrada franca.

Recentemente premiada no 21º Prêmio da Música Brasileira, na categoria Disco Infantil, pelo CD "Partimpim 2", Adriana Calcanhotto possui uma relevante carreira na música popular brasileira, tendo lançado seu primeiro trabalho, "Enguiço", em 1990. Sua incursão no universo infantil se deu em 2004, em CD intitulado com seu pseudônimo, oriundo de um apelido de quando criança.

O espetáculo é caracterizado por sua fluência teatral, integrando cenário, músicos e instrumentos em uma grande brincadeira que promete divertir crianças e adultos. Os ingressos começam a ser distribuídos no dia 7 de outubro. O show é promovido pela Comissão UERJ 60 anos e pelo Departamento Cultural da Sub-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade.

Comissão UERJ 60 anos e DECULT/SR-3/UERJ apresentam
Dois é Show com ADRIANA PARTIMPIM
Local: Teatro Odylo Costa, filho
Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã
Tel.: (21) 2334-0048
Data: 19 de outubro de 2010, terça-feira
Horário: 19h30
ENTRADA FRANCA

Distribuição de ingressos:
Dias 7, 8 e 13 de outubro - de 18h às 20h
De 14 a 19 de outubro - de 14h às 16h

Comunidade Interna: 80 convites por dia, máximo de 2 convites por pessoa, mediante apresentação de contra-cheque ou identidade funcional ou RID e carteira escolar da criança Comunidade Externa: 20 convites por dia, máximo de 2 convites por pessoa, mediante apresentação da carteira escolar da criança.

REPERTÓRIO
Baile Partimcundum
Menina, Menino
Saiba
Alface
Ciranda da bailarina
Canção da falsa tartaruga
O Trenzinho do caipira
Borboleta / As Borboletas
O Homem deu nome a todos animais
Alexandre
Um leão está solto nas ruas
Gatinha manhosa
Ringtone de amor
Fico assim sem você
Gato pensa?
Oito anos
Bim Bom
Lig-Lig-Lig-Lé
Lição de baião
Na massa
Baile Partimcundum

Enviado por Marcos Vasconcelos

Acervo do Jornal do Brasil está disponível na web.

O Google, em seu serviço Google News, tornou disponível um grande acervo histórico digitalizado do Jornal do Brasil.

Ele pode ser acessado em:

Foram transpostas para o meio digital TODAS as edições entre 1891 e 1999. A consulta é gratuita.

Enviado por Rosalina Barros

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Rede Sirius mostra projetos na 21ª Uerj sem Muros

Na 21 ª edição da Uerj sem Muros, a Rede Sirius apresentou os projetos “Estágio Supervisionado em Biblioteconomia” e “CLIPPINGENGPROD – Clipping de Engenharia de Produção (da Biblioteca CTC/F- Resende)”, ambos projetos do Programa Estágio Interno Complementar da UERJ/SR1/CETREINA, que ilustram a importância do estagiário nas atividades das Bibliotecas, principalmente no apoio aos usuários em suas demandas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Parabéns aos futuros profissionais pelo empenho no sucesso do evento.


Enviado por Rosangela Salles

Ministério do Exército promove encontro sobre biblioteconomia.

Entre os dias 23 e 25 de novembro de 2010 acontecerá o “V Encontro de Unidades de Informação da Biblioteca do Exército”. O evento busca promover o intercâmbio de ideias, tecnologias e experiências entre profissionais de informação de bibliotecas de instituições civis e militares e divulgar aos participantes as peculiaridades e as principais características da Biblioteca do Exército (BIBLIEx).

As inscrições estarão abertas até o dia 29 de outubro.

Maiores informações no site da BIBLIEx.

Enviado por Rosangela Salles e Hilda Lima

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Don Quixote volta ao Teatro Municipal do Rio de Janeiro

(De O Globo) Don Quixote, a premiada montagem criada em 1982 pela diretora e coreógrafa Dalal Achcar retorna ao palco do Teatro Municipal após 16 anos de ausência, com solistas convidados e mais de 60 bailarinos do próprio teatro. Baseado no famoso romance de Miguel de Cervantes, o balé tem música do compositor austríaco Ludwig Minkus e extratos de zarzuelas espanholas do início do século XIX acrescentados por Dalal Achcar nessa versão.

Programação: Dias 7, 9, 11, 14, 15 e 16/10, às 20h; dias 12, 17 e 24/10, às 17h; dia 10/10 às 21h.

Enviado por Sílvia Gago

Porto do Rio ganhará biblioteca

(Da coluna de Ancelmo Góis, O Globo) A Biblioteca Nacional também vai tomar o caminho do Porto do Rio. O BNDES dará R$ 28 milhões para a BN instalar na região, que passa por revitalização, uma de suas mais importantes coleções: a de jornais e revistas. A maior parte do dinheiro (R$ 16 milhões) será empregada na reforma de um imóvel de 16.000m² que a BN já possui na Zona Portuária e hoje usa como depósito. A ideia é fazer ali a maior hemeroteca (nome técnico da coleção) da América Latina.

Enviado por Denise D'Ávila

Projeto sobre incentivo à leitura visa combater a evasão escolar

(Da FAPERJ) Ler o mundo para ser capaz de transformar a realidade. Na opinião do educador e pedagogo Paulo Freire, estimular a sede pelo conhecimento seria a capacidade mais importante que o ensino poderia proporcionar aos alunos. Entretanto, dados da pesquisa Juventude e Políticas Sociais no Brasil, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostram que a educação no Brasil tem seguido um caminho inverso: há, no País, cerca de 1,5 milhão de analfabetos entre 15 e 29 anos; apenas 47,9% dos jovens brasileiros cursam o ensino médio e somente 13% da população do País chegam à educação superior.

Diante desse quadro, os professores Eliana Yunes e Luiz Antonio Coelho, coordenadores da Cátedra Unesco de Leitura, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), pensaram em uma forma de tornar o ensino mais interessante para os alunos, diminuindo a evasão escolar. Para isso, desenvolveram a pesquisa “Evasão escolar, desalento, marginalidade: rompendo o círculo vicioso e desagregador da juventude brasileira através da formação do professor leitor”. O estudo é apoiado pelo edital Pensa Rio – Apoio ao Estudo de Temas Relevantes e Estratégicos para o Estado do Rio de Janeiro, da FAPERJ.


Enviado por Marcos Vasconcelos

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Primavera dos Livros chega à sua 10ª edição

A 10ºedição da Primavera dos Livros, que acontece entre os dias 21 e 24, das 10h às 22h no Museu da República, terá o Rio de Janeiro como tema. Diversas mesas-redondas sobre assuntos ligados à cidade estão previstas para o evento, que reunirá 90 estandes de editoras e mais de dez mil títulos. A entrada é franca.

Enviado por Denise D'Ávila.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

UFRJ aprova o uso educacional de cópias de livros

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) aprovou, na última quinta-feira, uma resolução regulamentando a reprodução de cópias de livros, revistas científicas e periódicos na instituição. Manifestou, também, repúdio a invasão da Escola de Serviço Social por parte da Polícia Civil, no último dia 13 de setembro, quando foram apreendidos mais de 200 pastas com textos e artigos que se encontravam na fotocopiadora da Escola.

A resolução teve por fundamento o artigo 207 da Constituição Federal, o qual dispõe que “as universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”. O objetivo é conciliar a proteção dos direitos intelectuais de autores de obras escritas, bem como o direito à informação de estudantes, pesquisadores e docentes, decidindo pela permissão de reprodução, sem finalidade lucrativa, de trechos, como capítulos de livros e artigos de revistas ou periódicos, mediante solicitação individual e para uso próprio.

Além disso, a universidade também aprovou a reprodução integra de exemplares de livros que integrem o acervo das bibliotecas da UFRJ, desde que atenda a pelo menos um dentre quatro pré-requisitos: sejam obras esgotadas sem republicação há mais de 10 anos; obras publicadas no exterior e indisponíveis no mercado nacional; obras de domínio público, e obras nas quais conste expressa autorização para reprodução.

Os docentes da UFRJ estão autorizados a disponibilizar material destinado às disciplinas que ministram, com vistas a reprodução para estudantes regularmente inscritos.

Enviado por Selma Oliveira

Projeto "Lê pra mim?" no Forte de Copacabana.

O Forte de Copacabana realiza aos sábados e domingos deste mês, às 17h, o projeto cultural: "Lê pra mim?". Serão realizadas dez leituras de livros da literatura infantil brasileira. A cada dia, um artista diferente contando uma história para crianças de 4 a 8 anos. Os artistas convidados são: Alexandre Borges, Cláudia Raia, Daniele Suzuki, Flávia Rubim, Isabela Garcia, Paulo Mathias Jr, Rafael Zulu, Reynaldo Gianecchini, Rosamaria Murtinho, Mauro Mendonça e Zezé Motta.
Os atores de ‘Ti-ti-ti’ Alexandre Borges (amanhã) e Claudia Raia (domingo) começam a maratona e vão ler, respectivamente, os livros ‘O Filho do Meio’, de Lilia Gramacho, e ‘Até as Princesas Soltam Pum’, de Ilan Brenman e Ionit Zilberman, para as 50 primeiras crianças que chegarem ao Forte de Copacabana. E o melhor: a entrada custa só R$ 4,oo.

Enviado por Luciana Avellar