quarta-feira, 30 de julho de 2014

Campanha da Conservação e Preservação do Acervo 2014

Entre os dias 11 e 15 de agosto próximos, a Seção de Conservação e Preservação (SECOP/MID) estará promovendo a Semana de Conservação e Preservação do Acervo. No último Informe Uerj, editado pela Comuns, foi publicada uma entrevista sobre a campanha. Confiram abaixo.

 

Entre as atividades que serão realizadas, pretendemos fazer uma fotografia, no dia 13 de agosto, com o maior número de pessoas da Rede Sirius vestidas com a camiseta da Conservação, que foi distribuída este ano. Contamos com a participação de todos!

Algumas equipes já fizeram fotos, confiram:

Equipe CTC/G
Equipe CB/A

Equipe CCS/C
Enviado por Luciana Avellar.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Lançamento do DESCUBRA, nova ferramenta de pesquisa da Rede Sirius

http://www.rsirius.uerj.br/descubra
Após um período de testes que se iniciou em maio de 2014, foi oficialmente lançada no site da Rede o DESCUBRA, uma ferramenta de pesquisa que integra, em interface única e simples, as coleções impressas e eletrônicas disponíveis na Rede Sirius.

O evento de apresentação do DESCUBRA foi aberto pela diretora da Rede Sirius, Rosangela Aguiar Salles, que ressaltou o aspecto de vanguarda da ferramenta na otimização da pesquisa. “As Bibliotecas representam papel fundamental na difusão e uso do DESCUBRA, cada usuário será um multiplicador desta ferramenta”.

Em seguida a coordenadora do NProtec, Leila Andrade, e a bibliotecária Fernanda Lobo, iniciaram a apresentação prática da ferramenta, com orientações sobre o funcionamento e as vantagens da utilização do DESCUBRA. Leila explicou que este será o “Google” da Rede Sirius, e recomendou que todos usem a ferramenta como “default” nos terminais de consulta das bibliotecas.

O DESCUBRA oferece um serviço inovador aos usuários da Rede Sirius, através de uma enorme e “robusta” ferramenta de pesquisa. Possui uma interface amigável e traz vantagens como pesquisa simultânea, maior índice de recuperação de resultados relevantes, melhoria de visualização de resultados, acesso direto ao texto completo online, entre outras. Além do acesso pelo computador, o DESCUBRA possui versões para celular ou tablet – aplicativos para IOS e Android.

O DESCUBRA já está disponível na página inicial da Rede Sirius. Após conhecer melhor o serviço, os funcionários das bibliotecas setoriais podem encontrar, no nosso Fórum, o formulário de avaliação da ferramenta.

Abaixo, fotos da apresentação.







Enviado por Mauro Corrêa Filho.

Servidores confraternizam no Arraiá da Rede Sirius

No último dia 25 de julho realizamos o tradicional Arraiá da Rede Sirius, com a participação de
mais de 50 integrantes da Rede de Bibliotecas. Em clima de festa “julina”, muita comida típica e alto astral, foi um evento de confraternização entre antigos e novos servidores.





Veja mais fotos no álbum do Picasa.

Enviado por Mauro Corrêa Filho.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Visita da Escola Superior de Guerra à Rede Sirius

Em 23 de julho, a Rede Sirius recebeu a visita do General Leite e cinco membros da Escola Superior de Guerra (ESG). A visita teve como objetivo compartilhar a experiência da Rede Sirius na gestão do acervo eletrônico. Na oportunidade, a Diretora Rosangela Salles apresentou o planejamento estratégico da Rede Sirius, e enfatizou o impacto positivo causado pela aquisição de livros eletrônicos. As Coordenadoras Regina Tinoco, do Núcleo Planad  e Leila Andrade, do Núcleo NProtec discorreram sobre aspectos financeiros e técnicos deste tipo de acervo.

Enviado por Luciana Avellar.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Viabilizando o acesso aberto ao conhecimento na Fiocruz


A Fiocruz disponibilizou no Youtube o vídeo com o seminário realizado em 30/05/2014 pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (Icict/Fiocruz), no Rio de Janeiro.

Abriram o evento a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz (VPEIC/Fiocruz), Nísia Trindade Lima, e o diretor do Icict, Umberto Trigueiros. A primeira parte do evento foi reservada às palestras dos professores Eloy Rodrigues, da Universidade do Minho (Portugal) e Sueli Mara Ferreira, da Universidade de São Paulo.

A segunda parte foi dedicada à apresentação do Plano Plano Operativo do Arca a atuação dos Núcleos de Acesso Aberto ao Conhecimento (NAACs) na Política de Acesso Aberto pelas coordenadoras do Arca - Repositório Institucional da Fiocruz - Ana Maranhão e Viviane Veiga (Icict/Fiocruz) e para a mesa redonda "Desafio do acesso aberto" que teve como debatedores Paula Xavier, coordenadora de Informação e Comunicação da VPEIC/Fiocruz, Dante Cid, diretor para América Latina da Elsevier Research Solutions, Eloy Rodrigues e Sueli Mara Ferreira.

O evento veio complementar a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento da Fiocruz, lançada no dia 28/5/2014, e teve como objetivos apresentar os princípios que regem o acesso aberto no mundo e na ciência, a experiência de outras instituições no Brasil e no mundo e o Plano Operativo do Arca, destacando o papel dos Núcleos de Acesso Aberto ao Conhecimento (NAACs).

produção e distribuição: VideoSaúde


Enviado por Rosangela Salles.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Cobrador monta biblioteca dentro de ônibus e empresta livros para passageiros


O interesse pela leitura do cobrador de ônibus Antônio da Conceição Ferreira, de 42 anos, começou em sua cidade natal Santa Luzia do Tide, no Maranhão. Desde pequeno, gostava de ler os jornais e folhetos que o pai levava para casa como embrulho de objetos. Morador de Sobradinho II (DF), há 11 anos ele transformou o gosto pela literatura no projeto Cultura no Ônibus, que empresta livros para passageiros da linha em que trabalha.


—Dentro do ônibus não há atrativos para os passageiros, então vejo o livro forma de distração e de adquirir cultura.

Ele diz que começou o projeto com uma caixa de papelão em que guardava os livros no ônibus, assim que ele começou a trabalhar na linha circular de Sobradinho II e Plano Piloto em 2003. Hoje, o cobrador monta uma estante com cerca de 15 livros assim que começa o expediente no coletivo.

No começo, Antônio anotava o nome e dados dos passageiros que pegavam os livros emprestados. Agora ele diz que não se importa mais com a devolução dos volumes.

— Hoje é livre, os leitores podem ficar totalmente à vontade para pegar os livros. A ideia é que os livros passem de mão em mão. Mas o passageiro de todos os dias sempre devolve.

Antonio sonha em ampliar o projeto para todos os ônibus do DF.

— Aí quem pegar o livro em um coletivo em Ceilândia, poderá devolver em outro ônibus no Guará. Vejo o coletivo como uma grande biblioteca.

Entre os volumes mais procurados, segundo o cobrador, estão os livros de contos, crônicas, romances e autoajuda. O acervo do cobrador é formado por doações de passageiros e de internautas que acessam o blog do projeto. Em casa ele já reúne um acervo com cerca de oito mil títulos, entre livros, revistas e cordéis.

Estudante do segundo ano do Ensino Médio, o maranhense diz que já tinha lido vários autores, mas o primeiro livro que teve prazer de ler foi o romance Capitães de Areia, de Jorge Amado.

— Nenhum outro havia me feito sorrir. A literatura dele é bem distrativa.

Além do autor baiano, os escritores Clarice Lispector, Carlos Drummond Andrade, Luiz Fernando Veríssimo, Rubem Fonseca e Dalton Trevisan.

— Atualmente eu tenho procurado mais a literatura contemporânea, porque é atual .

Enviado por Ângela Debeis.

quarta-feira, 2 de julho de 2014