sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Encantos da Amazônia em mostra na A CASA museu do objeto brasileiro




Cores exuberantes, formas originais e lirismo compõem a mostra "Imagens da Amazônia - brinquedos de Abaetetuba", que inaugura dia 27 de setembro, às 19h, na A CASA museu do objeto brasileiro. A exposição reúne três mil peças representativas da cultura ribeirinha do estado do Pará, tradicionalmente comercializadas durante celebração religiosa do Círio de Nazaré, em Belém.

São barquinhos, canoas, pássaros, cobras, pescadores, palhaços, dançarinos entre outros, confeccionados com a fibra do miriti, palmeira nativa da região de áreas alagadiças, como várzeas e igarapés, também apelidada de isopor da Amazônia.

“Os brinquedos de miriti são únicos, expressam uma visualidade muito própria dos artesãos que os produzem, seu cotidiano, ambiente e valores. Criados e recriados a cada ano, esses objetos rompem a fronteira regional e, sob forma de souvenir, ímã, móbile, quadro e vários outros elementos de decoração, vêm expandindo a sua presença pelo território nacional”, afirma o curador Ricardo Gomes Lima, diretor do Departamento Cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Entre os participantes da mostra estão artistas das associações Miritong e Asamab, responsáveis pela transmissão das técnicas artesanais às novas gerações, garantindo a perpetuação dessa prática nos dias atuais. Durante a exibição, painéis fotográficos vão retratar o processo de feitura das peças repletas de criatividade e estilo, assim como revelar o caráter de sustentabilidade que envolve a atividade.

"Imagens da Amazônia - brinquedos de Abaetetuba" fica aberta para visitação das 11h às 18h, até o dia 4 de novembro, na A CASA museu do objeto brasileiro, localizada na Avenida Pedroso de Morais, 1234, no bairro de Pinheiros, São Paulo.

Exposição “Imagens da Amazônia – brinquedos de Abaetetuba”
Curadoria: Ricardo Gomes Lima
Local: A CASA museu do objeto brasileiro
Inauguração: 27 de setembro de 2016 às 19h
Visitação: até 4 de novembro de 2016
Horário: terça-feira a domingo das 10 às 18h
Endereço: Avenida Pedroso de Morais, 1234 – Pinheiros – São Paulo.
Telefone: (11) 3814 9711

www.acasa.org.br

Rosana Rocha
Mtb - 16.980
Comunicação Social
Decult/SR-3/UERJ
(21) 2334-0938
(21) 98752-1028

Enviado por Marcos Vasconcelos via Rosana Rocha.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A ABRALIC e nós... ou melhor, e Débora Rodrigues

A UERJ sediará o XV ENCONTRO da ABRALIC - Associação Brasileira de Literatura Comparada
"EXPERIÊNCIAS LITERÁRIAS, TEXTUALIDADES CONTEMPORÂNEAS" de 19 a 23 setembro de 2016. E a Rede Sirius se fará representar!

No dia 21 de setembro, 4a.f., a servidora Débora Magalhães Cunha Rodrigues apresentará o trabalho - Elisa Lispector e Samuel Rawet: considerações sobre exílio e isolamento intelectual - fruto de sua pesquisa de doutoramento aqui na nossa UERJ.

Sucesso na sua apresentação, Débora!
http://www.abralic.org.br/

Enviado por Nadia Lobo.

Núcleo MID expõe obras em origami


Olá pessoal,

Com muita alegria, convidamos vcs a visitarem a nossa III Exposição Infinitas Dobras.

Local: UERJ,  2º andar, no MID - Núcleo de Memória, Informação e Documentação

Data: 19 à 30 de setembro de 2016

Horário: 10h às 19h

Entrada gratuita

Até lá!

bjs dobrados
Anajô e Maira




Enviado por Luciana Avellar.

Musical Sweeney Todd no palco do Teatro da Uerj

Tragédia e doses de comédia se misturam no musical “Sweeney Todd - O barbeiro demoníaco da rua Fleet”, que estreia dia 5 de outubro, às 18h30, no Teatro Odylo Costa, filho, campus Maracanã da Uerj, com entrada gratuita. A montagem conta a sombria história de  Benjamin Barker, um homem ávido por vingança na Londres do século XIX, pelo fato de ter sido preso injustamente por um juiz corrupto, que lhe roubou mulher e filha. Após 15 anos, ao retornar à cidade, ele conhece a cozinheira Mrs. Lovett, proprietária de uma loja de tortas que passa a participar ativamente da trama.

Sucesso da Broadway, o espetáculo que conta com composições do lendário Stephen Sondheim, já ganhou oito prêmios Tony, nove Drama Desk Awards, assim como uma bela adaptação para o cinema em 2008, por Tim Burton. A versão brasileira, assinada por Vitor Louzada e Menelick de Carvalho, com direção geral de João Gofman e direção musical de Gabriela Alkmim, faz parte do Projeto em Teatro Musical do grupo Utópico Coletivo.
 
“Sweeney Todd - O barbeiro demoníaco da rua Fleet” fica em cartaz até 11 de outubro. A distribuição de convites será realizada na bilheteria do Teatro Odylo Costa, filho, no período de 26 de setembro a 4 de outubro das  10h às 13h, das 14h às 17h e das 18h30 às 20h30. Nos dias 5 a 11 de outubro, o horário é das 10h às 13h e das 14h às 18h30. O endereço é Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã.


Vitrine UERJ apresenta

SWEENEY TODD  - O BARBEIRO DEMONÌACO DA RUA FLEET  - Projeto de Estudo em Teatro Musical

Ficha Técnica
Libreto: Hugh Wheeler
Música e Letra: Stephen Sondheim
Versão Brasileira: Vitor Louzada e Menelick de Carvalho
Direção Geral: João Gofman
Direção Musical: Gabriela Alkmim
Direção de Movimento: Jefferson Almeida
Direção de Arte e Figurino: Evelyn Cirne
Desenho de Luz: Mauricio Fuziyama
Cenografia: João Gofman e Evelyn Cirne
Desenho de Som: Rodrigo Almeida

Teatro Odylo Costa,filho
Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã - Estação Metrô e Trem Supervia Maracanã
Acesso a Portadores de Necessidades Especiais
Classificação Indicativa: 14 anos
O Espetáculo tem 2h30 de duração com 10 minutos de intervalo

Apresentações: 5,6,7, 10 e 11 de outubro, às 18h30

Entrada Franca com distribuição de 650 convites por apresentação, máximo de 4 convites por pessoa

HORÁRIO DA DISTRIBUIÇÃO DE SENHAS
26 de setembro a 4 de Outubro
(exceto sábados, domingos e feriados):
10h às 13h | 14h às 17h | 18h30 às 20h30
Nos dias de Apresentacão:
10h às 13h | 14h às 18h30

Mais informações: 2334-0681

Enviado por Marcos Vasconcelos via Rosana Rocha.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Videoarte invade a Galeria Gustavo Schnoor, na UERJ

A partir do dia 22 de setembro, a Galeria Gustavo Schnoor recebe a exposição “Videodiverso”, uma coletânea de produções que abordam questões existenciais, violências, reflexos, ausências e tensões do cotidiano.

São 21 artistas participando da mostra, que fazem parte do corpo docente do Instituto de Artes da UERJ, com obras de variadas categorias do âmbito do audiovisual como animação, cinema, documentário, videoclipe, performance, anúncio, game, trailer, teaser, stop motion, reality, diagnóstico por imagens, entre outros.

“A videoarte já nasceu no meio do caminho entre outras mídias. Conhecida por suas características híbridas e cada dia mais abrangentes, ela tem, como suas principais referências, além da história da arte, a música, o cinema experimental e a televisão” afirma a curadora Analu Cunha, professora da universidade e da Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

“Videodiverso” fica aberta para visitação das 9h às 20h, de segunda a sexta-feira, na Galeria Gustavo Schnoor, localizada na Rua São Francisco Xavier, 524, no bairro do Maracanã, Rio de Janeiro, até dia 03 de novembro. A entrada é gratuita.





UERJ/SR-3/DECULT/COEXPA apresentam:

Exposição Videodiverso
Curadoria: Analu Cunha
Inauguração: 22 de setembro de 2016, às 18h
Visitação: até 03 de novembro de 2016, das 9h às 20h
Local: Galeria Gustavo Schnoor
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã – Rio de Janeiro – Campus da UERJ Informações: (21) 2334-0114
ENTRADA FRANCA
Email: coexpa.uerj@gmail.com
https://www.facebook.com/decult.uerj/

Enviado por Marcos Vasconcelos via Thainá Correa

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Fim de semana com samba pelas ruas da cidade


Devido ao sucesso das edições anteriores, o professor João Baptista F. de Mello promove novos passeios sobre a história do samba, do projeto Roteiros Geográficos do Rio. Dessa vez, as caminhadas acontecem durante o fim de semana, dias 17 e 18 de setembro, criando oportunidade de se conhecer um pouco mais da geografia, arquitetura, religiosidade e cultura da cidade carioca.

O primeiro roteiro, “Dos Lamentos do Cais do Valongo aos simbólicos batuques da Pedra do Sal e Emissões da Rádio Nacional”, está marcado para  o sábado (17), às 10h. O trajeto tem início no Cais do Valongo, lugar tombado pela UNESCO, seguindo para Trapiche Gamboa, Pedra do Sal, Nova Praça Mauá, entre outros.

No domingo (18), está programado "Ecos da Cultura na Cidade Nova e na Praça Onze dos Bambas do Samba", às 10h. A jornada  começa pela estátua interativa de Ismael Silva e prossegue rumo à Cidade Nova, em meio a diversas transformações espaciais. Na trajetória, ainda estão incluídos lugares como a Praça Onze, considerada o berço do gênero musical, o monumento a Zumbi dos Palmares, o Terreirão do Samba e o Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

A participação é gratuita, basta comparecer aos pontos de encontro, no horário e data indicados. "Esse projeto procura resgatar o espaço urbano carioca, traduzindo, dessa forma, a cidade como livro aberto a ser explicado, ampliando, assim, os domínios do conhecimento dos participantes sobre a própria geografia na qual criam, atuam e vivem". afirma o coordenador do NeghaRIO, do Instituto de Geografia da universidade, João Baptista F. de Mello.


UERJ/SR-3/DECULT/IGEOG apresentam:
Roteiros Geográficos do Rio
Coordenador: Prof. Dr. João Baptista Ferreira de Mello
Telefone: (21) 98871-7238
Email: roteirosgeorio@uol.com.br
Site: www.roteirosdorio.com
Apoio: Secretaria Municipal de Cultura.

100 Anos de Samba – Dos Lamentos do Cais do Valongo aos simbólicos batuques da Pedra do Sal e Emissões da Rádio Nacional
Dia 17 de setembro às 10h (Sábado)
Encontro no Cais do Valongo (esquinas das ruas Camerino / Sacadura Cabral)
Coordenador:  João Baptista F. de Mello – Instituto de Geografia- NeghaRIO.

100 Anos de Samba - Ecos da Cultura na Cidade Nova e na Praça Onze dos Bambas do Samba
Dia 18 de setembro às 10h (Domingo)
Encontro na escultura interativa de Ismael Silva (esquina das ruas Frei Caneca, Largo do Estácio, Salvador de Sá)
Coordenador:  João Baptista – Instituto de Geografia.

Em caso de tempo chuvoso, o roteiro será cancelado.

Itinerário:

'Dos Lamentos do Cais do Valongo aos Simbólicos Batuques da Pedra do Sal e Emissões da Rádio Nacional'

Itinerário: entre os pulsares, batuques e batidas diferentes: Jardins do Valongo (subida aos Jardins) – Cais do Valongo. Tombado pela UNESCO pelo seu  contínuo e dilacerante papel  na humanidade por ser o ancoradouro que maior número de escravos recebeu no mundo: um milhão – Rua Sacadura Cabral – Trapiche Gamboa -  Pedra do Sal dos escravos, trabalhadores da estiva, do samba, do gênio Pixinguinha, do sambista João da Baiana e do pintor Heitor dos Prazeres em plena “Pequena África do Rio de Janeiro” – Largo de São Francisco da Prainha – Rua Sacadura Cabral – Nova Praça Mauá e os ecos da Rádio Nacional.

'Ecos da Cultura na Cidade Nova e na Praça Onze dos Bambas'

Itinerário: Escultura de Ismael Silva (assinatura Otto Dumovich) – Conjuntos Residenciais Ismael Silva & Zé Kéti (Minha Casa, Minha Vida) – Rua Neri Pinheiro, Cidade Nova (os aterros sobre o  mangal de São Diogo, o surgimento da Cidade Nova, o bairro do Mangue e da zona do baixo meretrício, a memória simbólica da prostituição nos logradouros e torres do centro administrativo da Cidade Nova), Petrobrás, Igreja Evangélica, as diversas camadas de aterros, cultura e transformações espaciais na Cidade Nova – memória simbólica na Cidade Nova do maxixe e do chorinho, Correios, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Ana Néri, a monumental Avenida Presidente Vargas, Praça Onze (berço do samba e lugar de  manifestações religiosas e culturais dos negros da “Pequena África do Rio de Janeiro”), tradicionais lugares do carnaval carioca, monumento a Zumbi dos Palmares, Passarela do Samba / 'Sapucaí' do maior espetáculo da Terra /Avenida Darcy Ribeiro,  Terreirão do Samba / palco João da Baiana,  vista para o morro da Favela / Providência,  Escola Tia Ciata,  Igreja de Santana (visita).

Promoção: NeghaRIO / PPGEO (Mestrado Doutorado em Geografia) – Instituto de Geografia – CTC – UERJ –Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Enviado por Marcos Vasconcelos via Rosana Rocha.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Natureza, memória e imagens do Jardim Botânico, sob o olhar contemporâneo na UERJ

Desenhos, objetos, instalações, vídeos e ferramentas compõem a exposição  PROJETOPLANTABAIXA, a ser inaugurada na Galeria Cândido Portinari, no dia 29 de setembro, às 18h30. A mostra reúne obras de Débora Mazloum, Júnia Penna, Nena Balthar e Susana Anágua, sobre visões e percepções da residência artística realizada no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Foram quatro meses de imersão e de experimentações compartilhadas, tendo como base de referência a flora e a história da instituição. “Na construção de uma casa, a planta baixa permite visualizar os primeiros traços do desenho, espaço bidimensional para os ensaios de um novo projeto. De modo semelhante, o PROJETOPLANTABAIXA acolheu práticas estruturadas em diferentes poéticas”, afirma a curadora Malu Fatorelli, professora do Programa de Pós-graduação em Artes da UERJ, .

Nesse sentido, Débora Mazloum pesquisa a memória do Jardim Botânico, frequentando a biblioteca e observando fotos de espécies raras e mudanças na planta baixa, criando um gabinete de curiosidades. Júnia Penna acompanha o corte de árvores, utilizando fragmentos de troncos para compor seu trabalho. Nena Balthar apresenta desenho e vídeo com foco nos deslocamentos na percepção do local. Já Susana Anágua opta por materiais como ferramentas de manutenção das plantas e outros aparatos.

A exposição conta também com uma exibição de filmes selecionados pelo artista Cadu, que viajou ao redor do mundo, trazendo imagens de lugares distantes e exóticos. A projeção dos vídeos acontece durante a mostra, cotidianamente, no interior da Galeria Cândido Portinari, localizada na Rua São Francisco Xavier, 524, no bairro do Maracanã, Rio de Janeiro, até o dia 27 de outubro.


UERJ/SR-3/DECULT/COEXPA apresentam:
Exposição PROJETOPLANTABAIXA
Curadoria: Malu Fatorelli
Inauguração: 29 de setembro de 2016, às 18h30
Visitação: até 27 de outubro de 2016, das 9h às 20h
Local: Galeria Cândido Portinari
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã – Rio de Janeiro – Campus da UERJ
Informações: (21) 2334-0114
ENTRADA FRANCA

Email: coexpa.uerj@gmail.com
https://www.facebook.com/decult.uerj/

Comunicação Social
Decult/SR-3/UERJ
(21) 2334-0938

Enviado por Marcos Vasconcelos via Danielle Motta