quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Faculdade de Direito da UERJ lança documentário para comemorar seus 80 anos

Para celebrar seus 80 anos, completados em 2015, a Faculdade de Direito da UERJ lançará, no dia 04 de outubro, às 20h, no Cine Odeon, um documentário sobre sua história.

Produzido pelo Comitê Direito 80, o documentário “Do Velho Casarão ao Congo: uma história de resistência” tem direção de Caio Bucker, roteiro de Marcos Maia, finalização de Alexandre Mandarino, direção de fotografia de Pedro Brandão e trilha sonora de Frederico Eça e André Sanches.

O documentário é um dos produtos culturais que compõem o “Projeto Direito UERJ 80”, que tem como objetivo resgatar a memória da faculdade que, desde a sua fundação, primou pela pluralidade, diversidade, democracia e inclusão. Além do documentário, serão lançados um almanaque e uma exposição sobre os 80 anos da faculdade.

O “Projeto Direito UERJ 80” é uma parceria da Faculdade de Direito da UERJ com a Associação Cultural e de Pesquisa Noel Rosa, com apoio do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet.

A ideia do projeto nasceu ainda em 2013. A intenção era lançar o documentário em 2015, quando então a faculdade completaria seus 80 anos. Mas, devido às dificuldades enfrentadas pela universidade, o projeto sofreu atrasos.

Clique aqui para ler a matéria completa, publicada na edição de 19/09/2017 do  Jornal do Brasil.

Enviado por Mauro Corrêa Filho

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Pró-reitores discutem resistência e diversidade na universidade

O 49º Forproex Sudeste será realizado entre os dias 27 e 29 de setembro, na Casa da Ciência da UFRJ e nos auditórios da UNIRIO, campus Praia Vermelha, no Rio de Janeiro. O encontro, que  acontece das 9h às 17h com o objetivo de fomentar ações e políticas do setor extensionista das universidades públicas da região, reúne pró-reitores de 12 instituições.

Nessa edição, o tema é “Resistência e diversidade - A função social da universidade”. Na conferência de abertura, o reitor da UFRJ, Roberto Leher,  fará palestra sobre “Educação pública em evidência”.

A programação inclui debates sobre “Cultura como elemento de transformação”, “Interiorização e extensão”, “Diálogos com movimentos sociais”, “Incubadoras sociais e protagonismo estudantil”, “Favela e universidade”. Entre os convidados, a secretária municipal de Cultura do Rio de Janeiro, Nilcemar Nogueira, a presidente do Conselho Estadual de Política Cultural, Cleise Campos e o diretor das Redes da Maré, Edson Diniz Nóbrega Junior.

O público em geral poderá participar das oficinas de Captação de Recursos, Saúde do Trabalhador  e Metodologias Participativas. As inscrições estão sendo realizadas através de ficha disponibilizada on line, pelo link https://goo.gl/Yr1MNu.

As atividades do Fórum de Pró-reitores de Extensão de Instituições Públicas da Região Sudeste  terminam com o passeio guiado à pe´ “Caminhando entre luzes pelo Centro do Rio à noite”, do projeto Roteiros Geográficos do Rio, da Uerj. A caminhada parte do Centro Cultural Banco do Brasil em direção à Casa França Brasil, seguindo pela Pira Olímpica, Candelária, Praça XV, Castelo e Cinelândia.  Os interessados em acompanhar o trajeto devem estar em frente ao prédio do CCBB, às 18h do dia 29 de novembro.



49º Forproex Sudeste
“Resistência e diversidade – A função social da universidade”
Data:  27 a 29 de setembro
Hora: 9h às 17h
Local: Casa da Ciência da UFRJ e auditórios Vera Jaconopulos e da Nutrição da UNIRIO, campus Praia Vermelha, Rio de Janeiro.


Programação

Dia 27 de setembro - quarta-feira
Casa da Ciência - Campus Praia Vermelha da UFRJ
9h - Mesa: Cultura como elemento de transformação social.
Convidados: Cleise Campos (Presidente do Conselho de Política Cultural do Estado do Rio de Janeiro) e Nilcemar Nogueira (Secretária Municipal de Cultura do Rio de Janeiro).
Mediação: Maria Alice Caggiano Lima (Diretora de Extensão do CEFET-RJ).
11h30 - Mesa: Interiorização e Extensão.
Convidados: Elaine Ferreira Tôrres (Sub-reitora de Extensão e Cultura da UERJ) e Antonio Fernando Lyra da Silva ( Diretor da Escola de Extensão da UFF).
Mediação: Olney Vieira da Motta (UENF).
14h30 - Mesa: Favela e Universidade.
Convidados: Edson Diniz Nobrega Junior (Fórum Maré contra a Violência) e Enzo Belo (UFF – Núcleo de Estudos de Projetos Habitacionais e Urbanos).
Mediadora: Catia Antônia da Silva (UERJ-FFP).
17h - Conferência de Abertura: Educação Pública em Evidência.
Palestra com Roberto Leher (Reitor da UFRJ) e Roda de Conversa com reitores.
 
Dia 28 de setembro - quinta-feira
Casa da Ciência - Campus Praia Vermelha da UFRJ
9h - Mesa: Diálogos com movimentos: Áreas Ocupadas e Populações Negligenciadas.
Convidados: Rosana Fernandes (Coordenadora Político Pedagógica da ENFF) e Claudio Ribeiro (FAU).
Mediação: Soraya Simões (Observatório da Prostituição).
11h30 - Mesa: Incubadoras Sociais e Protagonismo Estudantil.
Convidados: Clarissa Osorio (estudante Engenharia Mecânica - CEFET) e Tatyana Marques Nogueira (UNIRIO).
Mediação: Antônio Andrade (Diretor de Extensão da UNIRIO).
 
Auditório Vera Janacopulos Campus Praia Vermelha da UNIRIO
14h30 - Apresentação das ações e trabalhos das áreas temáticas de extensão.
17h - Apresentação musical "Homenagem ao Clube da Esquina", com Julio Ramos (guitarra), Cris Ribeiro (bateria) e Anderson Ribeiro (baixo).
 
Dia 29 de setembro - sexta-feira
Casa da Ciência - Campus Praia Vermelha da UFRJ
8h - Entrega dos certificados.
 
Auditório da Nutrição - Campus Praia Vermelha da UNIRIO
9h às 13h - Dinâmica de Aquário sobre as temáticas “Ações afirmativas e Diversidade na Universidade”. Produção de carta aberta sobre o tema.
Motivadoras: Leila Rodrigues, Maria Malta e Carla Dias (UFRJ).
 
Casa da Ciência - Campus Praia Vermelha da UFRJ
14h30 - Discussão carta aberta e encerramento. Apresentação de pôsteres e exposição dos projetos de extensão das universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro.
18h - Visita técnica - Roteiros Geográficos do Rio - Caminhando entre luzes pelo Centro do Rio à noite.
Passeio guiado contando a história do Rio, passando pela Casa França Brasil, Pira Olímpica, Candelária, Praça XV, Castelo, Cinelândia, com João Baptista F. de Mello, professor do Instituto de Geografia da Uerj.
Local de encontro - em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil. R. Primeiro de Março, 66 - Centro.
*** A atividade tem a duração de aproximadamente 2h30. Recomenda-se o uso de calçados confortáveis. A vista técnica será cancelada em caso de chuva.
 
Atividades Paralelas
Dia 27 de setembro - quarta-feira
Sala 277 Instituto de Economia UFRJ
9h - Oficina Metodologias Participativas.
14h - Reunião Corredor Cultural.
 
Dia 28 de setembro- quinta-feira
Sala 277 Instituto de Economia UFRJ
9h- Oficina Captação de Recursos.
14h - Oficina Saúde do Trabalhador.


Enviado por Mauro Corrêa Filho

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Exposição "Prova de Estado" repensa o sistema educacional na Galeria Candido Portinari

A mostra Prova de Estado passa a ocupar a Galeria Candido Portinari no dia 21 de setembro. Com o tema precarização da educação pública, leva em consideração o momento político que a Universidade enfrenta. A exposição conta com o trabalho de artistas que passaram pela graduação de Artes Visuais da instituição, como as ex-alunas Andréa Hygino e Luiza Coimbra.

Nela se encontram obras como Exercício da Destreza, que aborda como a sociedade, de forma direta ou indireta, nos obriga a seguir padrões considerados corretos por ela, como por exemplo, o número reduzido de carteiras para canhotos. Outra é a série Espaço Réstia onde a artista captura a luz que se desenha pelas frestas e desvios oferecidos pela arquitetura do prédio. O que está em jogo é o embate entre o corpo do aluno e a disciplina escolar.

O objetivo dessa arte é mostrar a dureza do sistema educacional e como, por meio dele, se criam subterfúgios para se reconfigurar, seja para reformar, deformar e transformar. Enfim, foram reunidos trabalhos que coadunam as vivências dos ex-alunos enquanto estudantes e artistas na UERJ, onde muitas vezes colaboraram e/ou usufruíram desse lugar de ensino.

A exposição fica aberta para visitação de segunda a sexta das 10h às 19h, na Galeria Candido Portinari, localizada na Rua São Francisco Xavier, 524, no Maracanã, até o dia 27 de outubro.

UERJ/SR-3/DECULT/COEXPA apresentam:

Exposição Prova de Estado
Curadoria: Daniela Seixas
Inauguração: 21 de Setembro de 2017, às 18h
Visitação: até 23 de junho de 2017, das 9h às 20h
Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 10h às 19h
Local: Galeria Candido Portinari
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã – Rio de Janeiro – Centro Cultural da Uerj
Informações: (21) 2334-0114
ENTRADA FRANCA

Enviado por Marcos Vasconcelos.

sábado, 24 de junho de 2017

II ECOAR ocupa Uerj com semana pelo meio ambiente

Começa na próxima segunda-feira, dia 26 de junho, a II ECOAR, Semana de Ocupação Ambiental, realizada pelo Coordenadoria de Artes e Oficinas de Criação Artísticas (Coart) a ser realizado no Centro cultural da Uerj, campus Maracanã, a partir das 10h30. Por meio de oficinas gratuitas de dança, jardinagem, ecobags, meditação, além de mesas redondas e almoço sustentável coletivo, a Coart busca ampliar as ações e reflexões sobre o termo ambiente.
Com Ocupação Artística nos bancos e varandas do Centro Cultural da Uerj, a aula de Consciência Corporal e Movimento, ministrada por Cristina Viana, fará a abertura da semana de ocupação, a partir das 10h30. Neste mesmo dia o Centro Cultural vai oferecer atividades até às 21h30. Dentre elas, um almoço sustentável coletivo, onde os participantes levarão um prato de sua preferência para compor a mesa.  O encerramento contará com a presença da banda Gente Estranha no Jardim, com show no salão 2.
Durante todos os dias de movimento em prol do meio ambiente, o II Bazar Ecoar, em parceria com o Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE) – projeto Alimento é Vida, vai estar aberto para que os participantes troquem peças de roupas por alimentos não perecíveis que irão ajudar na sexta básica dos usuários do hospital.
Para participar do movimento de resistência e ocupação, confira a programação completa:

SEGUNDA: 26.06
10h30 às 12h: Aula Aberta - Consciência Corporal e Movimento| Cristina Viana | sala 4
12h às 13h30: Almoço Sustentável Coletivo | salão 2
(Cada interessado em participar do almoço  sustentável deverá trazer algum prato, dentro de  sua escolha e possibilidade,  para compor a mesa coletiva. É necessário que cada indivíduo traga seus próprios utensílios (prato, talheres e copo). Será disponibilizada a nossa copa para higienização dos utensílios e uso do microondas. Nada descartável!!)

14h às 18h:  Aula Aberta De Dança Afro | Eliete Miranda | salão 2
17h:  Peça Teatral: Antonio De Gastão – Memória é Trabalho | sala 3
12h às 21h: exposição de artesãos
18h: Abertura Ecoar –  Sing along com a presença dos coros do regente Prof.Mario Assef  e da orientadora da oficina de canto COART- Beatriz Rodrigues | na escadaria do Centro Cultural

19h:  Abertura da Exposição Terra Semipreciosa | Andres Papa| Galeria da Passagem
19h40 às 21h:  Shows das bandas:
19h40 às 20h20: Chico de Barro
20h30 às 21h : Joana de Barro
20h às 21h30: Aula Aberta apresentação de trabalho - Atelier de Gravura | Profª Dra. Inês De Araújo | sala 6

TERÇA: 27.06
11h às 13h:  Oficina de Cianotipia | Cintia Cavalcante/Ecomuseu | sala 6
11h às 13h: Aula Aberta de Meditação| Sônia Roldão | sala 4
13h00 às 16h: Oficina de Ecobags | Profª Dra  Elaine Tôrres | sala 14
14h: Oficina Arte da Terra - Cerâmica e Jardinagem | Profª Dra. Isabela Frade | sala 6
16h às 18h: Oficina Rebrotar | Ana Deffense, Bhya Sugai e Carolina Pércia | sala 13

QUARTA: 28.06
11h às 14h : Mesa-Redonda -   Meio  Ambiente  como patrimônio | Coord. Profª Dra Isabela Frade -IART UERJ . Convidados Dr André Bazzanela - IPHAN , Dra Fátima Branquinho PPGMA UERJ, Fátima Kzan- IQ- SR1 UERJ,Daniele Alves- PPGARTES-UERJ | Auditório Cartola
11h30: PERFORMANCE - Consciência e Vida | Profª Cristie Campelo | salão 2
17h às 18h: Aula Aberta de Tai Chi Chuan | salão 2

QUINTA: 29.06
11h às 13h: Oficina  Sustencoco – (NAUTA - Empresa Jr. de Oceanografia e Consultoria Ambiental - Coordenação  Prof. Marcos Bastos - alunas Ana Carine Resende, Laryssa Lopes, Milena Paciello, Tatiana Briglia) | sala 6 ou 14
15h às 17h: OFICINA DE COMIDA VIVA | Graça Araújo | Copa COART
17h às 21h: Exposição de Artesãos
18h30: Exibição de Filme – “Armanda “  | Profª  Dra Liliane Leroux  (FEBF) e bate papo com a diretora e convidados | Auditório Cartola
20h às 21h: Show com A Banda Gente Estranha no Jardim |salão 2

Enviado por Marcos Vasconcelos.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Um tom de saudade: uma homenagem ao maestro Tom Jobim

O Teatro Odylo Costa, filho recebe dia 12 de junho às 19h, o concerto "Um tom de saudade: uma homenagem ao maestro Tom Jobim", no campus Maracanã da Uerj. A apresentação
conta com a presença dos maestros Rafael Barros Castro (piano e voz), e Jaime Alem (violão e voz), assim como do quinteto de cordas da Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro (OSRJ) e da cantora Nair Cândia.

O show exalta toda a exuberância e grandiosidade da obra de um dos mais importantes compositores de todo o mundo, com uma seleção musical abrangente e significativa.
No repertório, músicas como O Boto, Garoto, Olha Maria, Caminhos Cruzados, Chega de Saudade, Anos Dourados, Sabiá, Teresa da Praia, Correnteza, Estrada Branca e Crônica da Casa Assassinada/Chora Coração.




Teatro Odylo Costa,filho
Rua São Francisco Xavier 524, Maracanã - Campus UERJ
Metrô Maracanã
12 de junho às 19h
Entrada: Contribuição consciente
Lotação: 950 lugares
Classificação Indicativa: Livre
Acesso a portadores de necessidades especiais
Mais informações: 2334-0681

Enviado por Marcos Vasconcelos.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

UERJ marcha pelas ruas de Vila Isabel.

Professores, estudantes e técnico-administrativos voltam a se reunir na próxima quarta-feira (7), às 10h, num novo ato em defesa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. A “Marcha pela Uerj” vem denunciar a situação de abandono que permanece impactando a instituição, em função do descaso do governo do estado com relação à educação pública.

“Devido à falta de pagamento das bolsas e do cancelamento do bilhete único universitário tem sido muito difícil se locomover pela cidade para chegar ao Centro, ao Palácio Guanabara. A marcha para nós é de suma importância, para mostrar que não está normal”, diz a coordenadora do DCE, Natália Trindade.  Para a presidente da Asduerj, Lia Rocha, o momento é de união de forças. “A Uerj é uma das melhores universidades do Brasil, que está completamente sucateada e isso ameaça inclusive o direito desses milhares de jovens à educação, muitos deles cotistas e de baixa renda”, afirma.

O diretor do Centro de Educação e Humanidades da instituição, Lincoln Tavares Silva, destaca que  a  manifestação tem o intuito de demonstrar para a população a relevância do  trabalho desenvolvido pela universidade. “O impacto social do nosso trabalho ultrapassa os limites dos bairros de Vila Isabel e  do Maracanã, se estendendo por todo o estado do Rio de Janeiro. Mas estamos sob risco e por isso precisamos juntar todos em defesa do nosso patrimônio”, declara. 

A caminhada parte do campus Maracanã da Uerj, em direção à Av. 28 de Setembro, passando pelos prédios do HUPE e das faculdades de Odontologia e Enfermagem, terminando na Praça Barão de Drummond. O protesto conta com a participação das entidades Asduerj, Sintuperj, DCE, além da Asfoc-SN e o Sinpro-Rio.


MARCHA PELA UERJ
Dia: 7 de junho
Concentração: 10h
Local: campus Maracanã
Percurso: saída pela Rua São Francisco Xavier, em direção à Av. 28 de Setembro, passando pelo HUPE, pelo prédio Paulo de Carvalho, onde ficam localizadas as faculdades de Odontologia e Enfermagem, até a Praça Barão de Drummond.

Enviado por Marcos Vasconcelos.

Treinamento da PRIMA aborda o tema "A biblioteca pública e seus usuários".



Neste encontro será discutida a importância das bibliotecas públicas em suas diversas vertentes, desde as diretivas nacionais para representação, orientando os profissionais bibliotecários, até as atividades que atendem comunidades locais, suprindo suas necessidades de informação.
Serão apresentadas algumas possibilidades de serviços aos usuários e de oferta de recursos impressos e digitais no acervo, com suas implicações no desenvolvimento de coleção. O catálogo será apresentado como uma ferramenta de comunicação e interação da biblioteca com os usuários, proporcionando acesso aos recursos e prestação de serviços.

06 de Junho de 2017 | Inscrições gratuitas

Enviado por Rosangela Salles.

Uerj tem Semana do Meio Ambiente com atividades no Maracanã e na Ilha Grande

No período de 6 a 8 de junho será realizada a Semana de Meio Ambiente na Ilha Grande. A programação começa com a mesa redonda "Ilha Grande, Ambiente e Cultura: 30 anos depois do tombamento", às 14h, no campus Maracanã da Uerj com a presença do reitor Ruy Garcia Marques, da sub-reitora de Graduação Tania Maria Netto, do sub-reitor de Pós-graduação Egberto Gaspar de Moura e da sub-reitora de Extensão e Cultura Elaine Tôrres.

A atividade conta com a participação do gestor do Parque Estadual da Ilha Grande (PEIG-Inea) Tercius Barradas, do diretor do Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS-Uerj), Mauro Geraldes, do coordenador geral do Ecomuseu Ilha Grande (ECOMIG-Uerj), Gelsom Rozentino, além de Marilene de Sá Cadei como moderadora.

Com o objetivo de colaborar com a sustentabilidade socioambiental da Ilha Grande, as atividades têm continuidade na própria região, mais especificamente em Vila Dois Rios, procurando atingir não só alunos, pesquisadores e funcionários da universidade, mas todo o público interessado, como os estudantes da Escola Municipal Brigadeiro Nóbrega, localizada na Vila do Abraão e a comunidade local.

As comemorações continuam no dia 7, a partir das 14h, com a roda de conversa "O Parque Estadual da Ilha Grande e a Praia de Dois Rios", no CEADS, com a cooperação do gestor do PEIG, Tercius Barradas. Já às 19h, terá  projeção de vídeos ambientais e debates. Encerrando a semana, o dia 8 conta com visita guiada ao Ecomuseu Ilha Grande, bate-papo sobre o mar e o lixo, mutirão de limpeza, oficina e palestra.

O evento faz parte de uma parceria entre o PEIG, CEADS e o ECOMIG, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente.



UERJ/SR-3/DECULT/ECOMUSEU/CEADS/PEIG apresentam:
Semana de Meio Ambiente na Ilha Grande
De 6 a 8 de junho de 2017

Programação:

6 de junho
Campus Maracanã da Uerj - Auditório 11

14h  - Abertura:
Professor Ruy Garcia Marques – Reitor
Professora Tania  Maria  de Castro Carvalho Netto – SR-1
Professor Egberto Gaspar de Moura – SR-2
Professora Elaine Ferreira Tôrres - SR-3

Mesa redonda:
ILHA GRANDE, AMBIENTE E CULTURA: 30 ANOS DEPOIS DO TOMBAMENTO
Tercius Barradas  - Diretor do PEIG – INEA
Mauro Geraldes – Diretor do CEADS – UERJ
Gelsom Rozentino – Coordenador Geral do ECOMIG- UERJ
Moderação: Marilene de Sá Cadei
7 de junho
Campus Ilha Grande - Vila Dois Rios
Centro de conveniência  CEADS

14h - Roda de Conversa:
O PARQUE ESTADUAL DA ILHA GRANDE E A PRAIA DE DOIS RIOS
Tercius Barradas – Diretor do PEIG- INEA
 Auditório do CEADS

19h - PROJEÇÃO DE VÍDEOS AMBIENTAIS E DEBATE
 Sonia Barbosa dos Santos e Marilene de Sá Cadei

 
8 de junho
Campus Ilha Grande - Vila Dois Rios

9h - VISITA GUIADA AO CEADS
Bate-papo: O MAR E O LIXO
MUTIRÃO DE LIMPEZA DA VILA DOS RIOS
Sonia Barbosa dos Santos e Marilene de Sá Cadei

10h30 - VISITA GUIADA AO ECOMUSEU ILHA GRANDE
Ana Carolina Huguenin  e Maya Suemi Lemos

13h -OFICINA DE REAPROVEITAMENTO SOBRAS DE ALIMENTOS
Luana  Maria Ribeiro de Lira e Maria Cecília de Carvalho Figueira

16h - LANCHE COMUNITÁRIO SABOREANDO DELÍCIAS
Luana Maria Ribeiro de Lira e Maria Cecília de Carvalho Figueira

Vila do Abraão - Inea

19h -  PALESTRA ESPÉCIES EXÓTICAS E SAÚDE AMBIENTAL
 Sonia Barbosa dos Santos 
 
Informações: 2334-1047 ou ecomuseu@uerj.br
Enviado por Marcos Vasconcelos, de Rosana Rocha (DECULT)

terça-feira, 16 de maio de 2017

Biblioteca Nacional exibe mostra com acervo sobre os 200 anos da Revolução Pernambucana

Há exatos 200 anos, o Brasil vivia seus primeiros dias de república, muito antes de Deodoro da Fonseca ter destituído D. Pedro II e assumido o governo. Era 1817 e um grupo de intelectuais, incluindo alguns religiosos, instituíram o primeiro governo republicano no Brasil, em Pernambuco. Mas D. João VI, então Rei do Brasil, Portugal e Algarve, reprimiu com força o movimento, que durou apenas 75 dias. No mês de maio daquele ano, os líderes da “Revolução Pernambucana”, a primeira com caráter separatista, considerada o berço da democracia brasileira, foram derrotados e executados pelo crime de lesa-majestade; o governo provisório revolucionário foi dissolvido e Recife, evacuada.

É uma história pouco conhecida, mas muito estudada pelos grandes historiadores. A Biblioteca Nacional, depositária da mais completa coleção de livros, mapas, manuscritos e documentos iconográficos referentes a esta revolução, mostra ao público pela primeira vez parte desse acervo, na exposição “Pernambuco 1817, a revolução”, a partir de 10 de maio.

Segundo Helena Severo, presidente da Biblioteca Nacional, expor estas preciosidades da história do Brasil faz parte do compromisso irrevogável da instituição de democratizar o acesso à produção e difusão da memória histórica brasileira.

A historiadora Maria Eduarda Marques, diretora do Centro de Cooperação e Difusão da Biblioteca Nacional e curadora da exposição, explica que ela será dividida em dois setores básicos: o que ficará exposto nas galerias externas do terceiro andar será composto por imagens relativas aos principais personagens e à paisagem sociocultural de Pernambuco daquele momento. “São reproduções de flores de algodão, que alude aos plantadores de algodão que apoiaram o movimento, e de engenhos de açúcar, porque parte da açucarocracia também apoiou o movimento, entre outras imagens”, explica.

O segundo setor acontece dentro do gabinete de Obras Raras, porque ali estarão expostos os documentos, manuscritos e impressos originais e também as publicações de época e atuais relativas ao tema da revolução.

Em uma das imagens da Mostra, o líder revolucionário José Peregrino nega o apelo do pai para deixar o movimento.

Clique aqui para mais informações sobre a mostra.

  • Visitação: de 11 de maio a 15 de agosto
  • De segunda a sexta, das 10h às 17h
  • Sábado das 10.30h às 15h
  • Curadoria: Maria Eduarda Marques
  • Produção: Jocelino Pessoa
  • Fundação Biblioteca Nacional - Avenida Rio Branco, 297 - Centro, Rio de Janeiro, RJ

Enviado por Mauro Corrêa Filho (com textos do site da Biblioteca Nacional)

domingo, 7 de maio de 2017

Nova temporada de oficinas de arte na Uerj

A partir da próxima segunda-feira (8) começam as inscrições para a nova temporada de Oficinas de Criação Artística da UERJ trazendo diversas oportunidades para todos os amantes de artes, música, teatro, cinema, dança, entre outras atividades.

Com o início das aulas também marcado para o dia 8 de maio, o objetivo das oficinas é desenvolver e estimular a experiência estética através de prática e pesquisa em diferentes linguagens e expressões.
Os módulos, que são oferecidos tanto para a comunidade interna quanto externa, possuem quatro meses (maio, junho, julho e agosto) de duração, com o mínimo de 32h de carga horária.

Entre os cursos oferecidos estão: Pintura, Fotografia, Cerâmica, Canto, Violão e Cavaquinho, Teorias da Música, Roteiro e Direção Cinematográficos, Dança (do Ventre, Afro, Forró)

Os interessados devem comparecer à secretaria da COART, localizada no Centro Cultural da universidade, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.
Informações extras podem ser obtidas pelo email coart_uerj@yahoo.com.br ou através do telefone (21)2334-0625.



UERJ/SR-3/DECULT/COART apresentam:
Oficinas de Criação Artística 2017.1
Início das inscrições: de 8 a 18 de maio
Início das aulas: 8 de maio
Mensalidade: R$40,00 (Comunidade Interna)
                       R$50,00 (Comunidade Externa)            
Local: Centro Cultural da UERJ
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã
Investimento Total:
Comunidade Interna e Professores da Rede Pública: R$160
Comunidade Externa: R$200
Informações: 2334-0625 ou coart_uerj@yahoo.com.br

Enviado por Marcos Vasconcelos.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 
 
Programação:

Artes Visuais e Cinema

Cerâmica:
Professora Alice Baldoíno
Segunda-feira
15h às 17h

Aquarela:
Professor Alberto Kaplan
Turma 1: quarta-feira
14h às 16h

Turma 2: quarta-feira
16h às 18h

Pintura:
Professor Kaplan
Turma 1: quinta-feira
14h às 16h
Turma 2: quinta-feira
16h  às 18h

Fotografia:
Professor Alexandre Freitas
Turma1: segunda-feira
14h às 16h

Turma 2: segunda-feira
16h às 18h

Roteiro Cinematográfico:
Professor: Alexandre Freitas
Terça-feira
14h às 16h

Direção Cinematográfica:
Professor: Alexandre Freitas
Quarta-feira
10h às 12hs

Direção de Fotografia:
Professor :Alexandre Freitas
Quarta-feira
14h às 16h

Fotografia Digital:
Professora: Marina Alves
Turma 1: quinta-feira
14h às 16

Turma 2: quinta-feira
16h às 18hs

Corpo e Dança
Dança Afro:
Professora: Eliete Miranda
Turma 1: segunda-feira
14h às 16h

Turma 2: segunda-feira
16h às 18h

Dança do Ventre:
Professora Thereza de Oliveira
Segunda-feira
16h às 18h

Forró:
Professor João Pedro Evangelho
Segunda-feira
16h às 18h

Yoga:
Professora: Sônia Roldão
Terça e quinta
11h às 13h

Tai Chi Chuan:
Professora: Roberto de Melo
Segunda e Quarta
 17h às 18h

Dança de Salão:
Professor: Robson Rodrigues
Segunda-feira
16h às 18h

Música

Teorias de Música:
Professor: Ernani Marones
Turma 1: Terça-feira
 10h às 12h

Turma 2- Terça-feira
13h às 15h

Violão e Cavaquinho:

Professor: Ernani Marones

Quinta-feira

16h às 18h



Canto I:

Professora: Beatriz Rodrigues

Segunda-feira
 14h às 16h

 Canto II:

Professora: Beatriz Rodrigues

Segunda-feira
 16h às 18h

Teatro

Teatro de Animação:
Professora: Maria Madeira
Quarta-feira
 16h às 18h

Teatro:
Professor: José Araújo
Terça -feira
10h às 14h

Política e resistência na Galeria Gustavo Schnoor

A exposição "Olha geral" passa a ocupar a Galeria Gustavo Schnoor, a partir do dia 18 de maio, no Centro Cultural da Uerj, com instalações, performances, fotos e vídeos. A coletiva pretende evidenciar os trabalhos dos alunos de graduação do Instituto de Artes da universidade.

Nessa edição, a ideia é destacar o caráter de guerrilha, envolvendo concepções políticas e de resistência na maioria das expressões artísticas. São obras com temas atuais, tais como a questão do feminicídio, as manifestações contra as Pecs, assim como o descaso que a universidade enfrenta, criando simbologias fora da concepção etnocêntrica habitual.

"O nosso objetivo é promover a institucionalização dos trabalhos artísticos e tornar pública essas ações e poéticas, ainda emergenciais, como forma de dar visibilidade às obras muitas vezes apresentadas pela primeira vez", diz Isabel Carneiro, que faz parte da curadoria da mostra, junto com Marisa Flórido e Sheila Cabo Geraldo.

Entre os artistas participantes estão Adeilma Casado da Costa, Bárbara da Paz Santos, Bruno Awful, Caio Vinícius Leite Couto, Carolina Passaroni, Ella Franz Rafa, Fabiane Albuquerque, George Magaraia, Georges Gonçalves, Ismael Davi de Paula, Jean Carlos Azuos, Jéssica Góes, Joniel Veras, Lara Douetts, Luciano Pires de Almeida, Lucas de Sousa e Souza, Manu Neves, Maria Madeira, Marília Cardoso, Mateus Alves Ferreira, Mateus Passareli, Pedro Paulo Honorato, Renan Jesus e William Araújo Barreto de Souza.

"Olha Geral" fica aberta para visitação de segunda a quinta-feira, das 10h às 18h, na Galeria Gustavo Schnoor, localizada na Rua São Francisco Xavier, 524, no bairro do Maracanã, Rio de Janeiro, até o dia 30 de junho.

UERJ/SR-3/DECULT/COEXPA apresentam:
Exposição Olha Geral
Curadoria: Isabel Carneiro, Marisa Flórido e Sheila Cabo Geraldo
Inauguração: 18 de maio de 2017, às 17h
Visitação: até 30 de junho de 2017, das 10h às 18h
Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 10h às 18h 
Local: Galeria Gustavo Schnoor
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã – Rio de Janeiro – Centro Cultural da Uerj
Informações: (21) 2334-0114
ENTRADA FRANCA

 Enviado por Marcos Vasconcelos.